Barra Cofina

Correio da Manhã

Notícias

Academia das Ciências assinala centenário de Amália

Sessão solene será transmitida através da internet para vários países de Língua Portuguesa.
29 de Setembro de 2020 às 19:00
Amália Rodrigues
Amália Rodrigues FOTO: Direitos Reservados
A Academia das Ciências de Lisboa (ACL) assinala, no próximo dia 13 de outubro, em "sessão solene", o centenário de Amália Rodrigues (1920-1999), foi hoje anunciado.

A ACL, em comunicado, afirma que "decidiu dedicar-lhe, dada a importância da efeméride, uma homenagem em sessão especial" conduzida pelo presidente da Classe de Letras, Jorge Barbosa Gaspar, em que serão oradores os académicos Guilherme d'Oliveira Martins, Manuel Alegre, António Valdemar e Fernando Dacosta, além dos convidados Rui Vieira Nery, musicólogo, e Frederico Santiago, autor de trabalhos de descoberta, recuperação e edição de gravações inéditas da artista.

No final, proceder-se-á à "audição de alguns inéditos", e Manuel Alegre "revelará o ensaio de uma gravação (não editada) de Amália com versos seus".

Amália foi "uma das maiores cantoras mundiais do século XX, muito mais do que uma fadista, tornou-se um símbolo ímpar da cultura e da identidade portuguesas - o que permitiria ao fado ser considerado património imaterial da humanidade", assinala a ACL.

A ACL cita a escritora Natália Correia (1923-1993), segundo a qual "Camões deu-nos a língua, Pessoa o pensamento, Amália a voz", considerando-a "uma das nossas relevantes poetas".

A sessão será transmitida através da internet para vários países de língua portuguesa.
Amália Amália Rodrigues fado fadista centenário centenário Amália
Ver comentários