Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
1

A trote e a galope até Alter do Chão

A vila alentejana é conhecida em todo o mundo pelos cavalos da coudelaria.
Pedro Galego 5 de Dezembro de 2016 às 09:00
Alter do Chão é uma pacata vila alentejana
Alter do Chão fica no coração do Alto Alentejo
Situada a cerca de 400 metros de altura, a aldeia de Alter Pedroso tem uma bela vista sobre a paisagem Alentejana
Alter do Chão é terra de arte equestre, conhecida pela coudelaria
O restaurante Páteo Real é um dos mais conhecidos da região
A Igreja de Santo António fica junto ao atual Hotel Convento de Alter
Alter do Chão é uma pacata vila alentejana
Alter do Chão fica no coração do Alto Alentejo
Situada a cerca de 400 metros de altura, a aldeia de Alter Pedroso tem uma bela vista sobre a paisagem Alentejana
Alter do Chão é terra de arte equestre, conhecida pela coudelaria
O restaurante Páteo Real é um dos mais conhecidos da região
A Igreja de Santo António fica junto ao atual Hotel Convento de Alter
Alter do Chão é uma pacata vila alentejana
Alter do Chão fica no coração do Alto Alentejo
Situada a cerca de 400 metros de altura, a aldeia de Alter Pedroso tem uma bela vista sobre a paisagem Alentejana
Alter do Chão é terra de arte equestre, conhecida pela coudelaria
O restaurante Páteo Real é um dos mais conhecidos da região
A Igreja de Santo António fica junto ao atual Hotel Convento de Alter
Fica no coração do Alto Alentejo e assume-se como polo de interesse turístico, patrimonial e económico. São os cavalos da Coudelaria (já lá vamos) que lhe deram fama em todo o Mundo, mas há muito mais para descobrir.

O importante património repartido por entre o elegante casario branco de faixa colorida, com ruas calcetadas onde convivem graciosas casas senhoriais dos séculos XVII e XVIII, fazem desta terra um museu vivo de história. À primeira vista impõe-se uma visita ao Castelo. Esta fortificação medieval apresenta uma planta quadrangular com três torres. Teve inicialmente funções residenciais, mais tarde alcaidaria e prisão. É monumento nacional desde 1910. Mesmo ao lado, na Casa do Álamo, há núcleos museológicos e exposições permanentes mas também um jardim com algumas espécies pouco comuns, da qual se destaca uma magnólia gigante.

Já com a manhã praticamente esgotada, arranje ainda tempo para ver alguns dos templos religiosos da vila, tais como a Igreja da Misericórdia, ou a Igreja de Santo António – que fica paredes-meias com o atual Hotel Convento de Alter, que nasceu da recuperação de um antigo convento franciscano. Pode experimentar o património gastronómico local na unidade hoteleira ou, então, no Páteo Real, um dos mais conhecidos restaurantes da região. Ao domingo há o famoso ensopado de borrego com arroz amarelo, confecionado com açafrão.

Obrigatória é, também, a visita ao Mosaico da Villa Romana da Casa de Medusa, conjunto único na Europa que documenta a presença do Império pelas terras de Alter, bem como a Ponte de Vila Formosa. Alter do Chão é terra de arte equestre, sobejamente conhecida pela Antiga Coudelaria Real, fundada no reinado de D. João V em 1748. É ponto de visita obrigatório para os apreciadores dos lusitanos de ferro Alter Real. A ‘saída da eguada’ é imperdível.

No regresso ao centro da vila, veja ainda as particularidades da rua de Santarém e da rua dos Arcos. Pode ainda passar pelo Forno dos Pelâmes que é, além de um bar e residencial, um museu agrícola. O dia passado por estes recantos deve terminar com uma visita à vila de Alter Pedroso, terra pitoresca que tem um miradouro fabuloso de onde se avista até à serra de São Mamede.
Ver comentários