Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
9

Córdova, uma visita à mais mourisca das cidades espanholas

No sul de Espanha, ergue-se aquela que em tempos foi a capital do mundo ocidental. Com uma magia inigualável.
Duarte Faria 7 de Setembro de 2016 às 18:57
Fundada em 1908, é uma  referência gastronómica, com salas em 15 casas. É obrigatório provar o Salmorejo, prato típico da cidade
Vista sobre bairros de Córdova
É o bairro mais famoso da cidade, repleto de monumentos e comércio. Nas estreitas ruas, são frequentes os salões de chá árabes
Interior da mesquita-catedral, principal monumento da cidade, que combina as culturas islâmica e cristã
Paredes brancas  e ruas estreitas características da urbe
Além de poder visitar as ruínas dos antigos banhos árabes, é possível desfrutar  de recriações dos mesmos, com massagens incluídas
Fundada em 1908, é uma  referência gastronómica, com salas em 15 casas. É obrigatório provar o Salmorejo, prato típico da cidade
Vista sobre bairros de Córdova
É o bairro mais famoso da cidade, repleto de monumentos e comércio. Nas estreitas ruas, são frequentes os salões de chá árabes
Interior da mesquita-catedral, principal monumento da cidade, que combina as culturas islâmica e cristã
Paredes brancas  e ruas estreitas características da urbe
Além de poder visitar as ruínas dos antigos banhos árabes, é possível desfrutar  de recriações dos mesmos, com massagens incluídas
Fundada em 1908, é uma  referência gastronómica, com salas em 15 casas. É obrigatório provar o Salmorejo, prato típico da cidade
Vista sobre bairros de Córdova
É o bairro mais famoso da cidade, repleto de monumentos e comércio. Nas estreitas ruas, são frequentes os salões de chá árabes
Interior da mesquita-catedral, principal monumento da cidade, que combina as culturas islâmica e cristã
Paredes brancas  e ruas estreitas características da urbe
Além de poder visitar as ruínas dos antigos banhos árabes, é possível desfrutar  de recriações dos mesmos, com massagens incluídas
Já foi a maior cidade do mundo ocidental, a maior metrópole a oeste de Constantinopla e berço da primeira universidade europeia. Marcas que preserva em cada canto, em cada rua, em cada monumento. Mas hoje, Córdova tem nas paredes pintadas de branco, nas ruas estreitas e nos pátios coloridos, ornamentados com todas as flores, que lhe conferem uma morfologia tipicamente mourisca, as suas imagens de marca.

São estas características, que apesar de todas as transormações que tem sofrido ao longo dos anos, a cidade tem sabido respeitar, que fazem do centro histórico da terceira maior localidade da Andaluzia – depois de Sevilha e Málaga – Património Mundial da Unesco. Uma cidade mágica e sedutora, mesmo aqui ao lado.


Uma fusão perfeita entre as culturas islâmica e cristã
A Mesquita-Catedral de Córdova é a alma da cidade. É o monumento mais esplendoroso da etapa muçulmana no Ocidente, exemplo da fusão entre as culturas islâmica e cristã por ter sido local de culto para ambas, sem que nunca a sua arquitetura tenha sido desvirtuada. Mas por toda a cidade é possível visitar igrejas, sinagogas e mesquitas, testemunho da importância que a cidade teve no contexto mundial. De visita obrigatória são também a Ponte Romana, que atravessa o rio Guadalquivir, os Jardins de Colón e o Alcázar dos Reis Cristãos.


Cenário de cinema: sétima arte e festividades atraem turistas à cidade
Pela beleza dos seus monumentos, e pela magia que emana, Córdova tem sido local para a rodagem de várias produções cinematográficas que lhe deram projeção, como ‘Fala com Ela’, de Almodóvar, ‘Reino dos Céus’, de Ridley Scott, e a popular série ‘A Guerra dos Tronos’. Também as típicas festas e romarias andaluzes – com destaque para o Festival dos Pátios Cordobenses (entre abril e junho), que se tornou numa saudável disputa entre os moradores – têm sido motivo para atrair atenções para a cidade. Entre as festas mais populares, estão ainda as Cruzes de Maio, nas quais cruzes de grande dimensão, decoradas com flores, se erguem nas praças e residências.
Córdova Espanha Mundo Ocidental Viagens Cenário de Cinema
Ver comentários