Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
6

Florença: capital da Toscana foi berço da arte renascentista

Cidade governada pelos médici e que inspirou vários artistas italianos é um autêntico museu a céu aberto.
José Eduardo Cação 27 de Março de 2019 às 21:58
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Florença
Situada nas margens do rio arno, a capital da Toscana nasceu como acampamento edificado na época romana, tendo no século XIX sido anexada ao recém-formado reino de Itália. Até lá viu durante séculos a sua beleza nascer em cada palácio, museu e igreja pelas mãos dos reis da arte italiana.

Foi graças a nomes como Da Vinci, Miguel Ângelo, Donatello ou Giotto que Florença recebeu o eterno título de ‘Berço do Renascimento’.

Foi nesta cidade que a família Médici gravou o seu nome na História, pela dedicação aos destinos de Florença.

Desde a catedral à ponte Vecchio ou às Galerias de Arte, não faltam motivos para conhecer a cidade natal de Dante, considerada uma das mais belas do Mundo.

História gravada em cada recanto numa cidade imponente
Por toda a Florença não faltam edifícios imponentes e carregados de História. O Palácio Pitti é um local de paragem obrigatória para quem aprecia a história dos Médici, família que adquiriu o palácio ao antigo banqueiro Lucca Pitti, em 1539.

Concentrando as famosas obras de Da Vinci e Botticelli, a Galeria Uffizi é a mais famosa de Florença e uma das mais visitadas do Mundo. De paragem imperdível é, também, a Catedral de Florença e a sua imponente cúpula de 45 metros, uma imagem de marca dos postais ilustrados.

Joalharias marcam um dos cartões postais da cidade
É no rio que fica localizado um dos pontos mais românticos e famosos de florença. Considerada a ponte de pedra mais antiga da Europa, foi construída em 1345.

Inicialmente, o cheiro pestilento dos açougueiros fazia parte do dia a dia. Após a mudança da Corte, as casas suspensas, que preenchem aquela via de ligação entre as margens do Arno, passaram a ter a companhia da arte dos ourives e o brilho das peças de ouro que reluzem ao longo da ponte, para delícia dos turistas.

A sua localização e a beleza do pôr do sol visto dali dão à ponte Vecchio um ar romântico. São famosos, tal como acontece em Paris, os cadeados dos namorados.

Ficha de Viagem
Como ir
Se pretende viajar de uma forma célere, o avião é a escolha óbvia através de companhias como a TAP, Alitalia ou Air France. Se preferir voos mais baratos, tem a Vueling ou a Ryanair.

Onde ficar
Com quartos duplos a partir de 60 euros, a melhor opção é ficar junto ao centro. A zona histórica é pequena e dormir a 15 minutos será uma boa escolha. Opte pela Piazza della Signoria.

Onde comer e o que fazer
Santa Croce
Santa Maria del Fiore ou Santa Croce é o nome da Igreja onde repousam nomes como Galileu, Miguel Ângelo ou Maquiavel.

Piazza de Duomo
A praça que abraça a Catedral de Florença, o Battistero, onde ficam as Portas do Paraíso, e o Campanário de Giotto é de paragem vital.

Chianti
Itália é sinónimo de piza, pasta e gelados. Florença é também conhecida pelos seus famosos vinhos da Toscana, como o Chianti.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)