Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
6

O românico concelho de Felgueiras

Conhecida pelo fabrico de calçado, A cidade tem muita história para mostrar aos visitantes.
Aureliana Gomes 4 de Maio de 2017 às 09:00
Alameda de Santa Quitéria, um dos locais mais visitados do concelho
Exterior do Mosteiro de pombeiro e Ponte Romana do Arco
Pão de ló de margaride, doce típico do concelho
Centro de Interpretação das Ruínas da Vila Romana de Sendim, Felgueiras
Imagem do interior do Mosteiro de Pombeiro, construído em 1059
A Quinta de Maderne é um dos locais onde pode apreciar os vinhos verdes da região
Alameda de Santa Quitéria, um dos locais mais visitados do concelho
Exterior do Mosteiro de pombeiro e Ponte Romana do Arco
Pão de ló de margaride, doce típico do concelho
Centro de Interpretação das Ruínas da Vila Romana de Sendim, Felgueiras
Imagem do interior do Mosteiro de Pombeiro, construído em 1059
A Quinta de Maderne é um dos locais onde pode apreciar os vinhos verdes da região
Alameda de Santa Quitéria, um dos locais mais visitados do concelho
Exterior do Mosteiro de pombeiro e Ponte Romana do Arco
Pão de ló de margaride, doce típico do concelho
Centro de Interpretação das Ruínas da Vila Romana de Sendim, Felgueiras
Imagem do interior do Mosteiro de Pombeiro, construído em 1059
A Quinta de Maderne é um dos locais onde pode apreciar os vinhos verdes da região
Situado em pleno coração do vale do sousa, o concelho de Felgueiras é conhecido pela sua beleza paisagística e pelo pão de ló de Margaride. Com 116 quilómetros quadrados, Felgueiras tem 32 freguesias, cada uma com características diferentes. Património arquitetónico reconhecido, paisagens únicas e uma gastronomia de fazer crescer água na boca, tudo são boas razões para uma visita ao concelho.

Felgueiras guarda inúmeros testemunhos da época romana e arte românica, expressos em monumentos como o Mosteiro de Pombeiro ou a igreja de Santa Maria de Airães.

O Mosteiro de Pombeiro, imponente nas margens do rio Vizela, é ponto obrigatório para quem visita o concelho. Fundado em 1059, foi o mais notável convento beneditino do Norte de Portugal pela riqueza do seu património. Considerado monumento nacional, quem passa pelo mosteiro pode apreciar a beleza dos altares, túmulos e o órgão de tubos. Numa visita pelos claustros pode apreciar a réplica da fonte setecentista, com 11 metros de altura, reconstituindo o cenário de há 300 anos. Por aqui, a aldeia do Burgo, em Vila Fria, é outra referência, com vários percursos pedestres, onde vai encontrar a ponte romana do arco.

A pouco mais de três quilómetros, a vila romana de Sendim é outro ponto de atração. Situada na freguesia que lhe dá o nome, a vila do século IV é constituída por diversas casas junto à bacia do rio Vizela.

Mas não é só o românico a marcar o concelho. Bem no centro da cidade pode subir ao alto do Monte de Santa Quitéria e apreciar a paisagem. A igreja em honra da santa degolada pelo pai é um dos pontos de visita. Mas quem por ali passa tem ainda acesso a um dos miradouros privilegiados para a cidade.

Muito ligada ao fabrico de calçado, Felgueiras é também conhecida pelo seu pão de ló de Margaride. Bem no centro da cidade, a Fábrica e Casa-Museu do Pão de Ló é um ponto de paragem. Aqui, os visitantes são convidados a participar na confeção do doce em fornos com mais de um século de existência.

Em região de vinhos verdes são incontornáveis as provas dos néctares do concelho. A Quinta de Maderne é um dos locais onde pode provar o melhor dos ‘verdes’ e ainda fazer uma visita pelo espaço que fica localizado junto ao centro da cidade.
Felgueiras calçado concelho viagem férias cidade destino viagens
Ver comentários