Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
8

Riscos e cuidados a ter na prática desportiva

Vários atletas já foram afetados pelos perigos do sol.
Mário Figueiredo 4 de Agosto de 2016 às 14:22
A exposição à radiação durante a atividade física deve ser controlada
A exposição à radiação durante a atividade física deve ser controlada FOTO: Getty Images
O cancro da pele tem vindo a aumentar em Portugal. Cerca de 90 por cento dos casos devem-se à exposição ao sol e já foram afetados vários atletas, como o tetracampeão europeu de corta-mato, Paulo Guerra.

A chegada do tempo quente é propícia à prática desportiva. A proximidade do verão e a vontade de perder peso para vestiro fato de banho damoda também ajudam. Contudo, um dos inimigos da prática desportiva saudável é o cancro da pele. A exposição excessiva ao sol é considerada a causamais frequente de cancro da pele, que tem elevadas taxas de cura quando é diagnosticado e tratado nas fases iniciais.

Paulo Guerra, um dos melhores atletas portugueses de todos os tempos, foi uma das vítimas: "Quando treinávamos, gostávamos de tirar a camisola para ganhar uma corzinha para o verão. E surgiu-me um sinal numa localização difícil de detetar: nas costas, abaixo do pescoço. Fui alertado para o facto de ser de uma configuração diferente, e numa consulta de rotina comentei com o médico da Federação Portuguesa de Atletismo, que me encaminhou para um dermatologista, e confirmou-se o pior", contou à ‘Sexta’ Paulo Guerra. "É necessário estar em alerta permanente; se se tratarde um sinal diferente, com várias tonalidades, é fundamental ir ao médico,pois quantomais cedo for detetado, maiores são as probabilidades de cura." 

Existem três tipos de cancro da pele: o basalioma ou carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma maligno. O primeiro é o mais vulgar e surge nas zonas mais expostas ao sol, como a cara, pescoço e dorso. Pode manifestar-se através de um nódulo rosado, negro ou castanho que vai evoluindo.

Para combater e prevenir uma situação de cancro depele, o ideal é evitar a atividade física nas horas demaiorcalor,entre as 10h00 e as 16h00. Deve evitar igualmente as camisolas de alças e usar um tecido que proteja dos raios ultravioleta.

A utilização de boné é importante,mas fundamental é a escolha de um bom protetor solar. Também pode optar por correr ou caminhar em zonas com sombra, como matas ou florestas. Imprescindível é estar sempre atento e procurar sinais diferentes ou que estejam a crescer. Peça ajuda para examinar as partes de acesso mais difícil, como as costas. Bons treinos!
Paulo Guerra Federação Portuguesa de Atletismo saúde desporto doenças cancro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)