Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
4

Riscos e cuidados a ter na prática desportiva

Vários atletas já foram afetados pelos perigos do sol.
Mário Figueiredo 4 de Agosto de 2016 às 14:22
A exposição à radiação durante a atividade física deve ser controlada
A exposição à radiação durante a atividade física deve ser controlada FOTO: Getty Images
O cancro da pele tem vindo a aumentar em Portugal. Cerca de 90 por cento dos casos devem-se à exposição ao sol e já foram afetados vários atletas, como o tetracampeão europeu de corta-mato, Paulo Guerra.

A chegada do tempo quente é propícia à prática desportiva. A proximidade do verão e a vontade de perder peso para vestiro fato de banho damoda também ajudam. Contudo, um dos inimigos da prática desportiva saudável é o cancro da pele. A exposição excessiva ao sol é considerada a causamais frequente de cancro da pele, que tem elevadas taxas de cura quando é diagnosticado e tratado nas fases iniciais.

Paulo Guerra, um dos melhores atletas portugueses de todos os tempos, foi uma das vítimas: "Quando treinávamos, gostávamos de tirar a camisola para ganhar uma corzinha para o verão. E surgiu-me um sinal numa localização difícil de detetar: nas costas, abaixo do pescoço. Fui alertado para o facto de ser de uma configuração diferente, e numa consulta de rotina comentei com o médico da Federação Portuguesa de Atletismo, que me encaminhou para um dermatologista, e confirmou-se o pior", contou à ‘Sexta’ Paulo Guerra. "É necessário estar em alerta permanente; se se tratarde um sinal diferente, com várias tonalidades, é fundamental ir ao médico,pois quantomais cedo for detetado, maiores são as probabilidades de cura." 

Existem três tipos de cancro da pele: o basalioma ou carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma maligno. O primeiro é o mais vulgar e surge nas zonas mais expostas ao sol, como a cara, pescoço e dorso. Pode manifestar-se através de um nódulo rosado, negro ou castanho que vai evoluindo.

Para combater e prevenir uma situação de cancro depele, o ideal é evitar a atividade física nas horas demaiorcalor,entre as 10h00 e as 16h00. Deve evitar igualmente as camisolas de alças e usar um tecido que proteja dos raios ultravioleta.

A utilização de boné é importante,mas fundamental é a escolha de um bom protetor solar. Também pode optar por correr ou caminhar em zonas com sombra, como matas ou florestas. Imprescindível é estar sempre atento e procurar sinais diferentes ou que estejam a crescer. Peça ajuda para examinar as partes de acesso mais difícil, como as costas. Bons treinos!
Paulo Guerra Federação Portuguesa de Atletismo saúde desporto doenças cancro
Ver comentários