Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
8

Kansha é o primeiro restaurante vegetariano na Cova da Iria

Tem ementas diárias para almoços e lanches, numa cozinha que se diz “com sentimento”.
Isabel Jordão 21 de Março de 2018 às 17:10
FOTO: Direitos Reservados
Kansha é uma palavra japonesa que significa gratidão e assenta que nem uma luva no primeiro restaurante vegetariano a abrir na Cova da Iria, Fátima, que tem como lema ‘Cozinha com sentimento’.

"É importante sermos gratos com os que nos rodeiam e com o Mundo", diz o proprietário, Pedro Machado, salientando que a expressão "tem que ver com relações humanas, mas também com o aproveitamento dos alimentos e das combinações que fazemos".

Os pratos servidos podem ser dos tamanhos S ou M, como na roupa, e os principais produtos usados na preparação das refeições são regionais e sazonais.

"O conceito-base do Kansha é simples: come-se de tudo, à exceção de carne, peixe, ovos, leite e seus derivados", conta Sofia Ferreira, a outra proprietária, acrescentando que as ementas diárias para pequenos-almoços, almoços e lanches incluem taças com fruta, cereais, smoothies, sumos verdes, moussaka, assado ou bolonhesa de seitan, burgers de feijão, bifinhos de tofu ou tofu com broa, lasanha de legumes, quiches, saladas, sopas e sobremesas para consumo no restaurante ou em casa.

O projeto Kansha pretende ser também um espaço de formação e informação, com workshops.

-----

Ficha: KANSHA
Rua S. João de Deus, 21, Fátima
Telefone
249 413 633
Preço médio
9 euros
Horário
Segunda a sábado, das 08h30 às 19h00
Cartões Sim
Fumadores Não
Ver comentários