Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
9

Ler devagar e com um copo na mão no Menina e Moça

A Rua Cor de Rosa, em Lisboa, ganhou novo encanto com um espaço que é um paraíso literário.
28 de Março de 2017 às 09:00
FOTO: Pedro Catarino
Na ‘Rua da Boémia’, em Lisboa, surgiu um bar que é a perfeita representação dessa expressão. Chama-se Menina e Moça e é um espaço literário, onde o vinho casa com os livros e a lusofonia é senhora e rainha.

Nascido do sonho da proprietária, Cristina Ovídio, que sempre quis ter "um café literário" que fosse uma "homenagem à lusofonia", o objetivo deste bar, situado em plena rua Cor de Rosa – Rua Nova do Carvalho, ao Cais do Sodré – passa por "servir de cais, de ponto de partida e chegada" para quem procura conhecer o melhor que se faz na literatura em português.

Nesse sentido, Portugal não podia estar mais bem representado: há Camões, Pessoa e Cesário Verde, mas também Lobo Antunes, Saramago e Sousa Tavares.

Há poesia e romances, mas também gastronomia, filosofia e literatura infantil, com espaço para os autores dos PALOP, para preservar a "ligação tão forte" entre Portugal e o além-mar. Entre as obras expostas, o espólio pessoal de António Manuel Baptista, professor catedrático e pai de Cristina Ovídio, serve de mote para a atmosfera familiar e confortável deste espaço tão acolhedor como inspirador.

E se os livros não chegam, há jam sessions e tertúlias, comida caseira saudável e até brunch, num lugar onde o copo de vinho ou um cocktail convivem em perfeita harmonia com um scone e um chá.
Ver comentários