Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
7

Icónicos vinhos Borges estão de volta

Borges Grande Reserva Douro Tinto lança segunda edição com 3238 garrafas.
Paulo Fonte(paulofonte@cmjornal.pt) 25 de Janeiro de 2019 às 13:00
Apresenta um excelente volume na boca e taninos muito macios que fazem um vinho cheio, longo e muito equilibrado. Cada garrafa custa 70 euros
Apresenta um excelente volume na boca e taninos muito macios que fazem um vinho cheio, longo e muito equilibrado. Cada garrafa custa 70 euros FOTO: Direitos Reservados
A imagem renovada faz jus às raízes da Sociedade dos Vinhos Borges. O Borges Grande Reserva Douro Tinto, um vinho apenas produzido em anos excecionais, regressa com uma nova edição de 3238 garrafas, dez anos após o lançamento da primeira.

O ano vitivinícola 2014-2015 caracterizou-se por meses secos na Quinta da Soalheira, em São João da Pesqueira, um inverno frio e uma primavera quente, seguida de um verão ameno.

Tais condições levaram a que a maturação das uvas tenha decorrido, explica a casa, de forma suave, com a precipitação antes da vindima a ajudar na qualidade final, originando vinhos com intensidade de cor, bons níveis de acidez, suaves e grande longevidade.

O vinho é caracterizado por um aroma muito intenso, marcado por notas de sobrematuração a ameixa preta e amora, sobressaindo no final aromas de especiarias, como cravinho e pimenta verde, que lhe conferem complexidade.

Fundada em 1884 pelos irmãos António e Francisco, a Sociedade dos Vinhos Borges segue a a tradição das regiões de excelência – Vinhos Verdes, Dão e Douro.

Montanha e salgado do mar
Vem de Aveiro o mais recente gin nacional, com sabores que se opõem: o doce da flor de carqueja, o salgado da salicórnia, uma espécie de espargo do mar presente nas salinas.

O resultado é o Gold Grail, um gin com 42% de álcool. Custa 29,99 euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)