Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
6

Assédio sexual visto à lupa em 'Bombshell - O Escândalo'

Nicole Kidman, Charlize Theron e Margot Robbie são vítimas de um magnata dos media.
Rui Pedro Vieira 26 de Janeiro de 2020 às 16:00
Nicole Kidman em 'Bombshell - O Escândalo'
Nicole Kidman em 'Bombshell - O Escândalo' FOTO: Hilary B. Gayle
O caso fez, há seis anos, manchetes em todo o Mundo: um magnata das notícias, o todo poderoso e respeitável Roger Ailes, fundador do canal Fox News, foi acusado de assediar sexualmente várias jornalistas e apresentadoras, sendo forçado, no meio do escândalo, a abandonar a estação.

Na barra dos tribunais, as vítimas foram também devidamente indemnizadas. São os contornos deste incidente, que manchou a reputação da televisão norte-americana, que estão na base do filme ‘Bombshell - O Escândalo’, já em exibição nas salas portuguesas.

Para dar vida ao homem que ganhou nome pela forma como promoveu as campanhas políticas de Richard Nixon, Ronald Reagan ou George H. W. Bush, antes das múltiplas acusações de se insinuar a funcionárias com propostas de cariz sexual, está o veterano John Lithgow, devidamente insuflado no peso com a ajuda de maquilhagem e várias próteses.
Mais do que a força do filme enquanto obra dramática, este cuidado e dinâmico trabalho de Jay Roach vale pelo naipe de atrizes escolhidas para dar vida às vítimas dos abusos sexuais de Roger Ailes.

Duas delas estão, inclusivamente, nomeada para os próximos Óscares: Charlize Theron (fisicamente muito diferente, devido à boa caracterização) que, na pele da conceituada pivô Gretchen Carlson, está indicada para melhor atriz; e ainda Margot Robbie, que vive uma personagem fictícia, a debutante Kayla Pospisil, que sonha singrar no jornalismo televisivo e que concorre como melhor atriz secundária.

Falta ainda falar da sempre exímia Nicole Kidman, que também acerta no modo como incorpora a postura e os trejeitos gélidos da apresentadora Gretchen Carlson, conhecida por conduzir o programa ‘Fox & Friends’ e que foi pioneira na queixa contra as investidas impróprias de Roger Ailes.

Reflexos do ‘#metoo’
‘Bombshell - O Escândalo’ é, talvez, um dos mais certeiros exercícios de denúncia, após a onda de revelações que assolou Hollywood, há três anos, com uma catadupa de acusações de abusos sexuais, por parte de atrizes e não só, contra várias figuras influentes. O nome mais citado é o do ex-produtor Harvey Weinstein, que está em pleno processo de julgamento e contra quem pendem participações por parte de cerca de 80 mulheres.

O novo filme quer mostrar que é difícil lutar contra poderosos, mas dá principalmente espaço ao seu trio de atrizes para brilharem em papéis (quase) sem mácula.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)