Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
1

Exposição de fotojornalistas recorda as vítimas dos fogos de outubro de 2017

Fotos espelham as horas trágicas e como a vida é reerguida.
Luís Oliveira 30 de Outubro de 2018 às 20:11
Inauguração de ‘Dever de memória - da infâmia à esperança’
Nuno André Ferreira, Jorge Sobrado (CM Viseu), Adriano Miranda
Nuno André Ferreira, Marcelo Rebelo de Sousa e Adriano Miranda
Inauguração de ‘Dever de memória - da infâmia à esperança’
Inauguração de ‘Dever de memória - da infâmia à esperança’
Inauguração de ‘Dever de memória - da infâmia à esperança’
Nuno André Ferreira, Jorge Sobrado (CM Viseu), Adriano Miranda
Nuno André Ferreira, Marcelo Rebelo de Sousa e Adriano Miranda
Inauguração de ‘Dever de memória - da infâmia à esperança’
Inauguração de ‘Dever de memória - da infâmia à esperança’
Inauguração de ‘Dever de memória - da infâmia à esperança’
Nuno André Ferreira, Jorge Sobrado (CM Viseu), Adriano Miranda
Nuno André Ferreira, Marcelo Rebelo de Sousa e Adriano Miranda
Inauguração de ‘Dever de memória - da infâmia à esperança’
Inauguração de ‘Dever de memória - da infâmia à esperança’
D. Elvira, 83 anos, de Ventosa, Vouzela, viu o incêndio matar-lhe as cabras. Um ano depois, o fotojornalista Nuno André Ferreira foi ver como estava a sua vida e encontrou-a a dar pasto a dois animais que lhe foram oferecidos para minorar a sua perda.

A foto aqui reproduzida é uma das 72 que Nuno André Ferreira e Adriano Miranda têm em exposição na Quinta da Cruz, em Viseu.

‘Dever de memória - da infâmia à esperança’ é o título da mostra inaugurada pelo Presidente da República.

Vai ficar aberta ao público até dia 30 de dezembro. Acompanha a exposição um livro com as imagens dos dois fotojornalistas e textos de jornalistas que, de uma forma ou de outra, reportaram os incêndios da noite de 15 de outubro de 2017 e da madrugada seguinte.

A exposição pretende retratar os incêndios e as suas consequências e, ao mesmo, tempo mostrar a forma como as vítimas estão a reerguer as suas vidas e a reconstruir o que foi devorado pelas chamas.

"Não mais seremos derrotados. Nesse combate [com as forças da natureza], no que estiver nas nossas mãos, tudo faremos para as derrotar. É essa a mensagem desta noite" , disse Marcelo Rebelo de Sousa na abertura da exposição, uma iniciativa pensada e promovida pelo pelouro da cultura da Câmara Municipal de Viseu. 
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)