Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida

‘Tête-à-Tête’: alguns dos melhores retratos de Cartier-Bresson na Alfândega do Porto

Um dos fotógrafos mais admirados de sempre.
Ana Maria Ribeiro 25 de Dezembro de 2019 às 16:00
Marilyn Monroe
Martin Luther King
Robert Kennedy
Marilyn Monroe
Martin Luther King
Robert Kennedy
Marilyn Monroe
Martin Luther King
Robert Kennedy
A exposição chama-se ‘Tête-à-Tête – Retratos’, e reúne, na Alfândega do Porto, algumas das fotos mais marcantes de Henri Cartier-Bresson. De Marilyn Monroe a Edith Piaf, até abril de 2020 será possível admirar a mestria de um génio do olhar.

Henri Cartier-Bresson nasceu no seio de uma família de industriais e começou por estudar pintura. Com 20 e poucos anos, numa viagem a Marselha, viu a fotografia ‘Três Rapazes no Lago Tanganica’, do húngaro Martin Munkácsi (que mostrava três rapazes negros a correrem em direção ao lago) e a sua vida mudou. Decidiu ser fotógrafo.

Pouco depois eclodia a Segunda Guerra Mundial e Bresson viu-se alistado no exército francês. Durante a invasão alemã foi capturado e passou algum tempo num campo de prisioneiros, de onde acabou por se evadir, apenas para se juntar à Resistência Francesa. Após a guerra, fundou a agência fotográfica Magnum com Bill Vandivert, Robert Capa, George Rodger e David Seymour.

Foi por essa altura, também, que o seu trabalho começou a sofisticar-se e revistas como a ‘Life’, a ‘Vogue’ e a ‘Harper's Bazaar’ começaram a contratá-lo para viajar pelo mundo e registar, com o seu olhar especial, imagens únicas.

Da Europa aos Estados Unidos, da Índia à China, Bresson assinou trabalhos que rapidamente o tornaram numa lenda e lhe abriram todas as portas. Foi o primeiro fotógrafo da Europa Ocidental a fotografar a vida na União Soviética, registou os últimos dias de Gandhi e os eunucos imperiais chineses, logo após a Revolução Cultural. Morreu em 2004, com 95 anos.

EXPOSIÇÕES ESTA SEMANA
Lisboa
O Tempo das Mulheres
Museu de lisboa – Torreão poente
De terça a domingo das 10h00 às 18h00, 3 euros

Porto
Velho (e Belo) Amigo: Um Abraço a José Mário Brandão
Espaço Mira
De terça a sábado das 15h00 às 19h00, entrada livre

Inventória
Casa São Roque
Segunda, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo das 13h30 às 19h00, 7 euros (c/desconto)

Chaves
Registos de luz: Pintura de Sousa Lopes
Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso
De terça a domingo das 09h00 às 13h00 e das 14h30 às 18h00, 5 euros
Ver comentários