Barra Cofina

Correio da Manhã

C Studio
2
C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Literacia em saúde: sabe identificar os sintomas de um AVC?

E o que pode fazer para prevenir a hipertensão arterial? Neste artigo falamos ainda sobre alimentação: os alimentos que podem ajudar na prisão de ventre, os superalimentos que devemos incluir na alimentação diária e os alimentos e bebidas que podem contribuir para a acidez do refluxo gástrico.
7 de Dezembro de 2021 às 16:21

Temos, cada vez mais, acesso a informação rápida sobre questões relacionadas com a saúde, dos medicamentos às patologias. Mas nem sempre esta informação disponível é a mais correta e fidedigna. Aqui, explicamos de forma simples e clara (e confiável!) alguns dos temas que parecem difíceis de desmistificar. Estamos de volta com o projeto de Literacia em Saúde Pfizer Curious, para falar sobre os sintomas, os fatores de risco, os cuidados e os hábitos que devemos adotar para pôr a saúde em primeiro lugar. As respostas a todas as perguntas em poucos minutos estão nestes vídeos:


Acidente Vascular Cerebral (AVC): rapidez é vida!


O AVC é uma das principais causas de morte e uma das principais causas de hospitalização e de incapacidade nos países desenvolvidos. Um terço dos doentes que sobrevivem fica com incapacidade, dos quais 10% ficam dependentes do cuidado de terceiros. No entanto, poucos sabem que esta é uma doença que pode ser prevenida e tratada. O passo mais importante é saber identificar a ocorrência de um AVC e transportar de imediato o doente para o hospital. Quanto mais rápida for a ação, mais facilmente é aplicado o tratamento mais adequado. Grande parte das mortes por AVC acontece por falta de reconhecimento dos sinais e sintomas! Veja o vídeo e tome nota:




Pressão arterial e o que fazer para prevenir


Uma pressão arterial fora dos valores considerados normais pode ter riscos para a saúde. Comecemos pela hipertensão arterial, ou seja, uma pressão arterial persistentemente elevada. Esta é uma condição que, em Portugal, tem uma prevalência a rondar os 42%. Na maioria dos casos, não há sinais de alerta para a hipertensão, sintomas que surgem apenas com o passar dos anos. Por isso, todos os cuidados são poucos no combate a este inimigo silencioso. Mas a pressão arterial fora dos valores normais não se fica pelos valores mais elevados. No polo oposto está a hipotensão arterial, quando a pressão arterial é baixa. Apesar de não representar problemas para a saúde na maioria dos casos, a hipotensão deve ser analisada em certas situações, já que uma diminuição brusca da pressão arterial pode comprometer a chegada de sangue aos órgãos vitais, como o cérebro ou o coração. Veja o vídeo:




Saúde digestiva: barriga inchada, prisão de ventre, azia, dor abdominal...


Já todos nós sofremos algures na vida algum destes sintomas associados ao aparelho digestivo. Mas sabia, por exemplo, que o (comum) refluxo gastroesofágico pode ser uma doença quando está associado a sintomas, sinais ou complicações? E que esta doença afeta cerca de 35% dos portugueses? Está na hora de descobrir os alimentos e as bebidas que podem contribuir para a acidez do conteúdo gástrico – o que o torna mais agressivo em caso de refluxo – e as medidas preventivas essenciais. Falando de saúde digestiva, não poderíamos deixar de fora a obstipação intestinal ou, na linguagem comum, a prisão de ventre. É uma das queixas gastrointestinais mais frequentes, que nem sempre é valorizada e tratada. E há casos em que esta obstipação pode ser considerada crónica. Saiba tudo sobre a obstipação e o refluxo gastroesofágico:




Superalimentos: existem mesmo?


Ou será só e apenas uma questão de modas? Cada vez mais falados, estes superalimentos são, na verdade, um conjunto de alimentos ricos em nutrientes específicos, com benefícios para a saúde e bem-estar se forem consumidos diariamente. Apesar de serem "super", não têm superpoderes! São bons alimentos, mas não dispensam uma dieta saudável. É tudo uma questão de equilíbrio. Aprenda a incluir estes superalimentos de forma correta na alimentação: