Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Acusado de burla tinha cartões falsos de deputado, oficial de justiça e diplomata

Arguido tem 63 anos.
5 de Agosto de 2014 às 09:25

O Ministério Público acusou um homem de burla por comprar viaturas em nome da ex-companheira através de um esquema fraudulento, tendo sido encontrados na sua posse cartões falsos de deputado, oficial de justiça e um dístico reservado a diplomatas.

Segundo o despacho de acusação do Ministério Público (MP), a que a agência Lusa teve esta terça-feira acesso, o arguido, hoje com 63 anos e em liberdade, "engendrou um plano para adquirir [dois] veículos, entre 2002 e 2003, através de financiamento bancário", utilizando os documentos da mulher, sem o seu consentimento. O arguido queria assim desresponsabilizar-se por eventuais incumprimentos no pagamento das prestações acordadas, o que veio a acontecer.

Durante as buscas, realizadas em maio de 2010, as autoridades encontraram na casa do suspeito, em Alguber, no concelho do Cadaval, um cartão de identificação de deputado da Assembleia da República (AR) e um cartão de livre-trânsito e identificação de oficial de justiça, nos quais constavam o seu nome e a sua fotografia.

 

burla ministério público acusação cartões falsos
Ver comentários