Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Autarca do Barreiro critica intervenções de Rui Moreira

Carlos Humberto classifica com "desajustadas" as palavras do autarca do Porto.
Lusa 18 de Fevereiro de 2016 às 19:58
O presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto
O presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto FOTO: Rui Minderico

O presidente da Câmara do Barreiro manifestou esta quinta-feira solidariedade com as críticas de Rui Moreira pela redução de rotas da TAP no Porto, mas considerou "desajustadas as intervenções" relacionadas com os investimentos previstos para a região de Lisboa.

"Acho desajustadas as intervenções do senhor presidente da Câmara Municipal do Porto a propósito desta questão e também sobre outras questões de caráter nacional e de investimentos nacionais contribuintes para a região de Lisboa", afirmou Carlos Humberto (CDU), apesar de manifestar a sua solidariedade para com as críticas do independente Rui Moreira à decisão da transportadora aérea TAP.

O autarca, que falava na reunião do Conselho Metropolitano de Lisboa, apoiou a posição que saiu da cimeira das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, na quarta-feira, a salientar "o valor estratégico dos transportes, nomeadamente dos aéreos".

O presidente da autarquia do Barreiro sublinhou que as críticas à redução de rotas da TAP no aeroporto Francisco Sá Carneiro deve merecer o apoio da região de Lisboa, "não por uma questão de solidariedade regional, mas porque é um problema de caráter nacional".

No entanto, para Carlos Humberto, "é inaceitável" que o presidente da Câmara do Porto, "querendo defender os seus interesses e da sua população, que está no seu direito", aproveite para fazer uma "guerrilha, sem interesse nenhum para o desenvolvimento do país, entre Norte e Sul".

"Talvez fosse isso que levou à errata que foi entregue na Assembleia da República, que retira do Orçamento do Estado [para 2016] a prioridade aos investimentos nas áreas portuárias da região metropolitana de Lisboa", alertou o autarca do município da margem sul do Tejo.

Carlos Humberto prometeu, "para bem da área metropolitana", tudo fazer para que o assunto "seja retificado".

"A senhora ministra do Mar já me reafirmou que não é verdade que estejam postos em causa os investimentos em Lisboa da atividade portuária, mas o facto é que parece que foi retirado do Orçamento do Estado", frisou.

Barreiro Carlos Humberto Rui Moreira Porto TAP política autoridades locais economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)