Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Centenas de foliões desfilam no Carnaval em Cabo Verde

Festividades marcadas pelo centenário do Carnaval de São Vicente.
Lusa 22 de Fevereiro de 2020 às 13:44
Ilha de São Vicente, Cabo Verde
Ilha de São Vicente, Cabo Verde FOTO: Getty Images
Dezenas de grupos e centenas de foliões vão desfilar até terça-feira no Carnaval em Cabo Verde, numa edição marcada pelo centenário na ilha de São Vicente, o mais emblemático do país, a que assistem milhares de pessoas.

O Carnaval de São Vicente completa este ano 100 anos, facto que levou ao professor e investigador Moacyr Rodrigues a recordar que antes era espontâneo, antipoder, provocador do caos e carregava uma sátira, mas passou a ser "de um grupo domesticado".

Em entrevista à Inforpress, o cabo-verdiano disse que a "intromissão do poder local", a partir dos anos 1990, acabou por "domesticar e estragar" o Carnaval.

"Agora, o Carnaval tem de seguir as regras porque recebe subsídios. Isso acaba por cortar aquela questão do combate ao poder, das críticas", analisou Moacyr Rodrigues.

Em São Vicente, a animação acontece, como habitualmente, há várias semanas, com os desfiles dos mandingas todos os domingos à tarde, atraindo milhares de pessoas às ruas do Mindelo.

O sambódromo vai ser ainda invadido pelas escolas e jardins infantis, grupos de animação espontâneos, mandingas, e uma das atrações será na segunda-feira à noite, com o tradicional desfile do grupo Samba Tropical.

Segundo o presidente do grupo, David Leite, o Samba Tropical começou a desfilar em 1989 e este ano contará com um recorde de 23 alas e mais de 1.200 foliões, em que o objetivo é superar o desfile do ano passado.

Mas todas as atenções são guardadas para a terça-feira de Carnaval, com os desfiles oficiais de cinco grupos, Flores do Mindelo, Cruzeiros do Norte (atual vencedor), Monte Sossego, Vindos Oriente e Estrelas do Mar.

Os vencedores vão ser anunciados na quarta-feira, seguido da entrega dos prémios.

Outro Carnaval emblemático acontece na cidade da Ribeira Brava, ilha de São Nicolau, e que este ano contará com desfiles de três grupos oficiais: Copacabana, Estrela Azul e Brilho de Zona.

Na cidade da Praia, este ano há desfiles de sete grupos oficiais: Vindos d´África (pentacampeão), Maravilhas do Infinito, Sambajó, Vindo do Mar, Bloco Afro Abel Djassi, Estrelas da Marinha e Deusa do Amor.

Os desfiles oficiais na Praia têm previsão para arrancar às 16:30 locais (17:30 em Lisboa) e terminar mais de cinco horas depois, e os resultados serão conhecidos no dia seguinte.

Além desses três municípios, o Carnaval vai animar outros concelhos um pouco por todo o país, também envolvendo muitas pessoas e sempre com muita animação e folia.

Para o Carnaval deste ano, o Governo cabo-verdiano disponibilizou 108 mil euros a grupos de 12 municípios, em que a maior fatia foi para São Vicente e São Nicolau.

Enquanto São Vicente vai receber cinco milhões de escudos (45,3 mil euros), São Nicolau foi contemplado com 2,4 milhões de escudos (21,7 mil euros).

O Governo cabo-verdiano, através do Ministério da Cultura, disponibilizou ainda 3,2 milhões de escudos (29 mil euros) a mais nove municípios, que se candidataram ao incentivo.

O executivo cabo-verdiano considerou ser "crucial a consolidação deste incentivo", entendendo também que vai contribuir para a "transformação da Cultura em fonte de rendimento e fator de afirmação de Cabo Verde no mundo".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)