Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

China deteve mais de 200 "suspeitos terroristas e extremistas religiosos"

Mais de 200 "suspeitos terroristas e extremistas religiosos" foram detidos na China desde o ataque suicida de quinta-feira num mercado no noroeste do país, que causou 43 mortos, disse esta segunda-feira a imprensa oficial chinesa.
26 de Maio de 2014 às 12:10

A maioria das detenções ocorreu no domingo de manhã em Hotan, Kashi e Aksu, três localidades de Xinjiang, uma das cinco regiões autónomas da China, de maioria muçulmana, e palco de frequentes explosões de violência, atribuídas pelas autoridades a organizações separatistas sediadas fora do país.

"A polícia de Xinjiang desmantelou 23 grupos terroristas e extremistas religiosos, capturou mais de duzentos suspeitos e apreendeu mais de 200 engenhos explosivos", disse o Global Times, jornal de língua inglesa do grupo Diário do Povo, o órgão oficial do Partido Comunista Chinês.

A operação policial, lançada na sexta-feira, durará até junho de 2015, indicou o jornal.

China deteve suspeitos terroristas extremistas religiosos Xinjiang
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)