Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Elefantes à procura de água estragam hortas e assustam moradores no sul de Moçambique

Escassez de água terá levado a manada a deslocar-se até zonas do distrito de Boane, região que habitualmente conserva reservas de água.
Lusa 23 de Maio de 2020 às 14:26
Elefantes
Elefantes FOTO: Getty Images
Uma manada de dez elefantes, destruiu hortas e assustou a população durante a última semana no distrito de Boane, província de Maputo, sul de Moçambique, à procura de água devido à seca na região, disseram hoje autoridades à Lusa.

"Os elefantes têm-se deslocado da sua zona habitual, em Namaacha, à procura de água e pastos verdes", disse à Lusa Cândido Bruno, diretor distrital dos serviços económicos do distrito de Boane.

Entre abril e outubro, Moçambique vive um período de fraca precipitação, especialmente no sul, situação agravada por uma seca que se arrasta há, pelo menos, três anos.

A escassez de água terá levado a manada a deslocar-se até zonas do distrito de Boane, região que habitualmente conserva reservas de água.

"Bebem e depois vão para o verde que está por perto e devastam culturas", explicou Cândido Bruno.

Ainda assim, segundo referiu, além das hortas, "não há danos" registados junto de outros espaços dos residentes.

As autoridades têm acompanhado a movimentação dos animais e, apesar do susto de alguns moradores, descrevem a situação como calma.

Leda Matola, secretária do bairro Filipe Samuel Magaia, descreveu à Rádio Moçambique um retrato de "pânico" vivido na noite da última terça-feira, devido à circulação dos elefantes.

"Entraram nas machambas [hortas] e estragaram [as culturas]. Há machambas que já não têm mandioca. Noutro sítio havia uma vedação e retiraram tudo aquilo", disse.

A circulação de elefantes junto de hortas em Boane já aconteceu noutras ocasiões.

Entre novembro e fevereiro um outro grupo de treze elefantes foi avistado na mesma zona, recordou Cândido Bruno.

Moçambique Boane Maputo Cândido Bruno ambiente elefantes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)