Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Artistas reagem com raiva à eleição de Trump

"Hitler é real", diz o rapper Chuck D. Lady Gaga e Madonna expressam desapontamento.
Lusa 9 de Novembro de 2016 às 15:00
Lady Gaga esteve na última ação de campanha de Hillary Clinton
Lady Gaga esteve na última ação de campanha de Hillary Clinton FOTO: Reuters

Lady Gaga, Rihanna, Chuck D, Questlove e Ricky Martin, entre outros artistas, utilizaram as redes sociais para expressar raiva e incredulidade perante a vitória de Donald Trump nas eleições norte-americanas.

"Hitler é real", afirmou o rapper norte-americano Chuck D na reação à eleição de Trump, no Twitter, rede social que muitos artistas utilizaram para expressar mensagens de espanto e incredulidade perante os resultados, mas também algumas palavras de esperança.

Questlove, produtor e membro dos The Roots, recorreu ao Instagram para dizer que está "fulo", mas que não quer que especulações ou "má energia" guiem a sua vida.

Numa mensagem que foi reescrita "seis vezes", o músico afro-americano mostrou-se incrédulo perante o resultado, pedindo força para os próximos tempos.

Já Lady Gaga sublinhou que, após Trump ter dividido o país, cabe agora às pessoas cuidar "de cada um".

"Eu quero viver no condado da bondade", apelou a cantora.

No Twitter, a atriz Lindsay Lohan pediu uma recontagem dos votos, Katy Perry afirmou que uma "revolução está a caminho", Ariana Grande admitiu que estava "em lágrimas" e Madonna apelou para que as pessoas não desistam.

A cantora Rihanna aproveitou o momento para recordar uma entrevista de Donald Trump à revista People, em 1998, em que dizia que, se algum dia concorresse, seria candidato pelos Republicanos, por serem o grupo de eleitores "mais idiota" do país.

O comediante Seth MacFarlane vincou o espanto de ver Trump ganhar, admitindo que não consegue visualizar aquela "criatura incoerente" que viu nos debates "agora falar à nação a partir da Sala Oval" da Casa Branca.

Já o produtor norte-americano Flying Lotus criticou a imprensa por ter "criado este monstro", para apenas na parte final da corrida "tentarem desacreditá-lo".

Os artistas latinos também tiveram uma palavra a dizer no Twitter.

"Então parece que a América vai construir um muro", comentou Ricky Martin.

A vitória de Trump também significou um vislumbre do nunca lançado álbum do grupo de hip hop Wu-Tang Clan.

O controverso empresário Martin Shkreli, que tinha comprado o álbum "Once Upon a Time in Shaolin" por dois milhões de dólares, tinha prometido que o lançaria caso Trump se tornasse Presidente.

Esta manhã, Shkreli divulgou partes do álbum, logo após a vitória do candidato republicado, admitindo que não estaria à espera do resultado das eleições.

"Hoje é para raiva e desilusão. Amanhã tomamos o mundo de volta", disse a cantora britânica Lily Allen, conhecida por temas como "Smile" e "Fuck You".

O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, o polémico multimilionário Donald Trump, venceu as eleições, derrotando, contra o que previam as sondagens, a adversária democrata, Hillary Clinton.

Às 07:32 TMG (e de Lisboa), Trump obteve 276 votos no colégio eleitoral, mais que os 270 necessários (de um total de 538) para ganhar as presidenciais dos Estados Unidos, contra 218 conquistados por Hillary Clinton, ex-primeira-dama e ex-secretária de Estado do primeiro Governo de Barack Obama.

Ver comentários