Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Governo aprova diploma e fica mais próximo de uma economia neutra em carbono

Criam-se as condições para a produção de gases renováveis, com baixo teor de carbono e para incorporação destes no sistema.
Lusa 9 de Julho de 2020 às 16:03
Energias renováveis
Energias renováveis FOTO: Direitos Reservados
O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o funcionamento do sistema nacional de gás, criando as condições para a produção de gases renováveis, com baixo teor de carbono e para incorporação destes no sistema.

De acordo com o comunicado do Conselho de Ministros, foram hoje aprovados três diplomas que transpõem para a ordem jurídica interna atos da União Europeia, onde se inclui o "decreto-lei que estabelece a organização e o funcionamento do sistema nacional de gás e o respetivo regime jurídico e procede à transposição da diretiva 2019/692".

O diploma em causa cria as condições para o desenvolvimento e regulação das atividades de produção de gases de origem renovável, com baixo teor de carbono e para a incorporação destes no sistema nacional de gás.

Adicionalmente, fica assegurada a neutralidade para os consumidores "da injeção de outros gases no sistema, através do fundo ambiental", que é reforçado com as receitas tributárias que resultem da cessação das isenções ao imposto sobre produtos petrolíferos e energéticos e ao adicionamento sobre as emissões de carbono da utilização de gás natural.

"Com este decreto-lei, o Governo dá mais um passo na direção de atingir uma economia neutra em carbono em 2050, conforme previsto no roteiro da neutralidade carbónica para 2050, ao mesmo tempo que incentiva um novo setor de atividade, cria novas oportunidades de investimento e desenvolvimento económico sustentável e responsável e cumpre o seu desígnio de assegurar uma transição justa para todos", lê-se no documento.

Conselho de Ministros Governo economia negócios e finanças energia ambiente economia (geral)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)