Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Inscrições semanais no desemprego baixam ligeiramente nos EUA

Economia norte-americana criou 1,8 milhões de empregos em julho.
Lusa 27 de Agosto de 2020 às 15:29
Desemprego nos EUA
Desemprego nos EUA FOTO: Direitos Reservados
As inscrições semanais no desemprego nos Estados Unidos baixaram ligeiramente e ficaram em linha com o previsto pelos analistas, de acordo com os números divulgados hoje pelo Departamento do Trabalho.

De 16 a 22 de agosto, cerca de um milhão de pessoas inscreveram-se no desemprego, uma descida de 98.000 inscrições em relação à semana anterior. Os analistas também antecipavam um milhão de novos pedidos de subsídio de desemprego.

Depois de terem ficado no início de agosto abaixo de um milhão, o que aconteceu pela primeira vez desde março, os pedidos de apoio voltaram a subir.

No total, 13,9 milhões de pessoas recebiam subsídios de desemprego na semana passada, uma redução de 1,9%.

A taxa de desemprego relativa ao mês de agosto será divulgada no início de setembro. Em julho, baixou para 10,2%, quando tinha ficado em 11,1 no mês anterior.

A economia norte-americana criou 1,8 milhões de empregos em julho, menos do que em junho, dado que a atividade abrandou devido ao ressurgimento de casos de covid-19 em várias regiões.

Muitos desempregados enfrentam desde o início de agosto a perda de uma ajuda crucial de 600 dólares semanais, uma medida adotada no fim de março pela administração norte-americana e pelo Congresso no âmbito de um gigantesco pacote de ajuda à economia.

A Casa Branca e os membros do Congresso concordam em prolongar esta medida, que vigorou até 31 de julho, mas não se entendem sobre o montante da mesma.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
EUA desemprego trabalho economia coronavírus
Ver comentários