Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Mais 350 vagas no pré-escolar em 12 escolas públicas de Lisboa no próximo ano letivo

Matrículas para o pré-escolar e para o 1.º ano de escolaridade abriram na segunda-feira e decorrem até 30 de junho.
Lusa 7 de Maio de 2020 às 17:08
Rapariga
Rapariga FOTO: Getty Images
No próximo ano letivo vão abrir 350 novas vagas no pré-escolar em 12 escolas públicas da cidade de Lisboa, que se juntam aos 4.887 lugares já existentes, anunciou hoje a autarquia.

Assim, no ano letivo 2020/2021 passarão a existir 5.237 vagas no pré-escolar da rede pública de Lisboa, o que representa um aumento de 7% relativamente ao atual ano letivo.

"É um orgulho poder inaugurar 350 novas vagas no pré-escolar na cidade de Lisboa, em especial neste período tão difícil para tantos", disse à Lusa o vereador responsável pelos pelouros da Educação e Ação Social da Câmara Municipal de Lisboa, Manuel Grilo (BE, partido que tem um acordo de governação da cidade com o PS).

O reforço das vagas, referiu o autarca, "faz-se com toda a comunidade escolar, aproveitando toda a boa vontade dos funcionários e os espaços disponíveis em cada equipamento".

Ainda segundo Manuel Grilo, este ano, pela primeira vez, o guia informativo sobre a rede pública de pré-escolar e 1.º ciclo de Lisboa é bilingue, estando disponível em português e inglês, "espelhando a interculturalidade" da cidade.

As novas 350 vagas no pré-escolar vão ser distribuídas por 12 estabelecimentos de ensino: escolas básicas Professor Agostinho da Silva, dos Loios, Adriano Correia de Oliveira, Infante Dom Henrique, Convento do Desagravo, Mestre Querubim Lapa, Arquitecto Vitor Pala, Bairro São Miguel, Professor Manuel Sérgio e dos Moinhos do Restelo, e nos jardins de infância Alexandre Rodrigues Ferreira e de Belém.

As matrículas para o pré-escolar (crianças entre os 3 e os 6 anos) e para o 1.º ano de escolaridade abriram na segunda-feira e decorrem até 30 de junho.

Segundo informações disponíveis no 'site' da Câmara Municipal de Lisboa, o pedido de matrícula deve ser preferencialmente apresentado pela Internet, no portal das matrículas, com recurso à autenticação através de cartão de cidadão, chave móvel digital ou credenciais de acesso ao Portal das Finanças. 

Caso os encarregados de educação não consigam realizar o pedido de matrícula por essa via, poderão apresentá-lo de forma presencial na escola sede do agrupamento de escolas da área de residência. 

Lisboa Câmara Municipal de Lisboa questões sociais Manuel Grilo autoridades locais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)