Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Repórter português atingido em confrontos na Hungria

Autoridades lançaram gás lacrimogéneo na fronteira.
Lusa 16 de Setembro de 2015 às 15:29
Repórter de Imagem português está a ser ajudado pelos refugiados
Repórter de Imagem português está a ser ajudado pelos refugiados FOTO: Direitos Reservados

O repórter de imagem da TVI ,António Galvão, foi uma das vítimas da carga polícia húngara, que usou gás lacrimogéneo e canhões de água para dispoersar os imigrantes que protestavam junto à fronteira da Sérvia.

A imagem foi colocada na rede social Twitter pelo correspondente da TVI na Europa, Pedro Moreira.

Confrontos entre polícia e refugiados
A polícia húngara gás lacrimogéneo e canhões de água contra migrantes que protestavam junto à fronteira com a Sérvia e que lançaram objetos contra os agentes.

"A multidão do lado sérvio tornou-se agressiva, lançou pedras, garrafas e paus contra a polícia do lado húngaro e passou a barreira na fronteira", disse fonte da polícia a jornalistas da agência France Presse no local.

Segundo o site de informação sérvio B92, um grupo de migrantes conseguiu forçar a vedação e passar para o lado húngaro.

Milhares de migrantes estão desde segunda-feira do lado sérvio da fronteira, depois de a Hungria a ter encerrado e começado a aplicar nova legislação que criminaliza o cruzamento ilegal da linha que divide os dois países.

polícia húngara Hungria migrantes gás lacrimogéno
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)