Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Moradores de bairro no Porto criticam abandono da Câmara e "imundice"

Antigo café arrendado a imigrantes romenos está a deixar os moradores indignados.
21 de Setembro de 2014 às 08:36
Caso já foi denunciado à Câmara Municipal do Porto
Caso já foi denunciado à Câmara Municipal do Porto FOTO: Manuel Araújo

O cheiro nauseabundo entranha-se, tal como a comichão das moscas atraídas pelo lixo e fezes humanas nas ruas do bairro do Leal, no Porto, deixando os moradores indignados com a falta de higiene de pessoas instaladas num antigo café.

O problema reporta-se a uma comunidade estrangeira e surgiu "há um ano ou dois". Os moradores asseguram ter denunciado o caso a várias entidades, mas o antigo café arrendado aos imigrantes continua ocupado e, no interior, vislumbram-se cozinhas junto a panos estendidos no chão, como se fossem camas, a par de outros pendurados, como que a servir de paredes.

"Nos piores dias, os contentores do lixo ficam atulhados de tudo o que se possa imaginar que há numa lixeira. Todos os dias defecam, urinam, deitam óleos, comida e lixos na rua. Há ratos. Estamos aqui sozinhos, sentimos uma insegurança tremenda", descreve Luís Moreira, de 32 anos.

Não se vê ninguém dentro do antigo estabelecimento que os moradores desconfiam não ter água ou casas de banho, mas há roupa pendurada no exterior e o vento empurra para o exterior um odor difícil de suportar.

Câmara do Porto estuda solução

A Câmara da cidade do Porto assegura que, quanto às queixas vindas desta comunidade da AMBL relativamente aos imigrantes que habitam um antigo café arrendado e defecam na rua, está a agir em coordenação com a PSP.

"A Câmara tem atuado na fiscalização de permanência abusiva de pessoas e na limpeza do bairro, mas estas situações tendem a repetir-se com frequência em face da situação de semiabandono em que se encontra", diz o município.

O presidente da AMBL, relatou que os moradores estão preocupados "com a porcaria que os imigrantes fazem na rua". "A Câmara não quer saber de nada, o presidente atual nunca cá veio ver isto", entristece-se Aníbal Santos.

Bairro do Leal Porto Câmara Municipal do Porto
Ver comentários