Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

"O Canto e as Armas", de Manuel Alegre, faz 50 anos e regressa em nova edição

Lusa 14 de Março de 2017 às 06:45

A nova edição do livro de poesia "O Canto e as Armas", de Manuel Alegre, com um prefácio do escritor Mário Cláudio, chega hoje ao mercado nacional, celebrando os 50 anos da primeira edição, em novembro de 1967.

Em comunicado, as Publicações D. Quixote, que chancelam a obra, assinalam que este é "um livro singular na história da poesia portuguesa contemporânea, [que] foi, porventura, o livro mais cantado. Adriano Correia de Oliveira, entre outros, cantou alguns dos seus poemas e gravou, em 1969, um álbum intitulado, precisamente, 'O Canto e as Armas'".

"O livro de uma geração, mas também um livro que se prolongou no tempo, enquanto voz de esperança numa pátria livre e de denúncia da opressão política da ditadura salazarista, da guerra colonial, da emigração e do exílio, a que muitos portugueses, como o próprio poeta, foram condenados", assinala o grupo editorial.