Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

MP avança com investigação a Proença de Carvalho

MP anunciou a extracção de certidões para o advogado e o banqueiro Carlos Silva. E defende penas de cinco anos para os arguidos.
30 de Novembro de 2018 às 12:38
Operação Fizz
Daniel Proença de Carvalho
Operação Fizz
Daniel Proença de Carvalho
Operação Fizz
Daniel Proença de Carvalho
O Ministério Público confirmou que vai extrair certidões para investigar o advogado Daniel Proença de Carvalho e Carlos Silva e o banqueiro Carlos Silva, avança a Sábado.

A notícia surge no mesmo dia em que se soube que a sentença da Operação Fizz, na qual o ex-procurador Orlando Figueira é o principal arguido pelo crime de corrupção, será lida no dia 7 de Dezembro. 

Nas alegações finais, a acusação pede penas de cinco anos (embora suspensas) para o procurador Orlando Figueira, suspeito de ter recebido subornos para arquivar processos relativos ao antigo Vice-Presidente de Angola, Manuel Vicente. A mesma pena foi pedida para o advogado João Blanco, acusado de ser intermediário entre Figueira e Vicente. 

O MP pediu ainda a absolvição do arguido Armindo Pires.

Lembre-se que o processo relativo a Manuel Vicente foi autonomizado e enviado para ser apreciado pela Justiça angolana.
Operação Fizz Orlando Figueira banqueiro Ministério Público
Ver comentários