Barra Cofina

Correio da Manhã

Comunicados de Imprensa

Alvarinho Wine Fest adiado mas de volta em 2021

A 6ª edição do Alvarinho Wine Fest adiada em Lisboa mas, Monção e Melgaço, é um território de portas abertas
5 de Junho de 2020 às 18:22

Cumprindo com as determinações da Direção Geral de Saúde que impedem, neste momento, este tipo de iniciativas, o grande evento que promove, há cinco anos consecutivos, a origem da casta Alvarinho na Sub-região de Monção e Melgaço, deveria ter arrancado hoje no Pavilhão Carlos Lopes permanecendo até ao próximo Domingo. No ano passado juntou mais de 20.000 participantes, com um grande número de enófilos internacionais, principalmente brasileiros, muitos dos quais têm aqui o primeiro contacto com aquela que é considerada a «casta-rainha» dos vinhos brancos. Segundo Alfredo Rio, da Cofina, «este evento é sempre uma grande festa de homenagem a um vinho que é único no mundo e deve ser celebrada a sua região de origem», o qual reforça que «este ano não se realiza fisicamente mas é até uma oportunidade para todos os que já contactaram com este evento no passado para conhecerem o vinho directamente no produtor, aproveitando as propostas de Enoturismo, e disfrutando de um território que é verdadeiramente único. Pelo caloroso acolhimento das pessoas, pelo que oferece de beleza natural, mas também pelo riquíssimo património gastronómico que harmoniza muito bem com as múltiplas dimensões do Alvarinho».

Estrangeiros apreciam Alvarinho

Na edição de 2019 houve um aumento substancial no número de visitantes estrangeiros, o que se justificará com o grande esforço de promoção nos principais hotéis da capital e em sites travel & Leisure. Alfredo Rio refere que "este evento tem dado o seu contributo na afirmação do Alvarinho como ‘a grande casta dos vinhos brancos’ destacando não só as qualidades do seu terroir, como a enorme evolução que os produtores foram incorporando nos seus vinhos". Prova disso mesmo foi a presença dos 106 alvarinhos (recorde absoluto neste Evento) que os 30 produtores deram a provar nestes 3 dias em Lisboa.  "No ano passado tivemos muitos visitantes brasileiros, mas também Europeus (destaque para os espanhóis), norte e sul-americanos e até asiáticos o que é muito positivo, já que fazia parte dos nossos objectivos levar a experimentação do Alvarinho de Monção e Melgaço também aos turistas», reforça o responsável da Cofina.

Produtores, agentes, comerciantes, escanções e críticos garantem em uníssono que a melhor casta branca portuguesa é o Alvarinho. Quando produzido em Monção e Melgaço atinge um tremendo carácter diferenciador face a outras castas nacionais e internacionais. Todos estes atributos, como os aromas tão peculiares, a finura, a estrutura e a acidez ficaram bem patentes nas 30 sessões realizadas em 2019 com os produtores e nas 3 Masterclasses conduzidas pelos sommeliers Rodolfo Tristão, João Chambel e Ivo Peralta.

Destaque também para o recorde de presenças de profissionais do sector no ano passado. Ao longo de 3 dias passaram pelo evento 58 profissionais credenciados, uma evolução muito significativa face às edições anteriores e em linha com a crescente notoriedade e curiosidade que o evento tem despertado na capital. Só aqui é possível experimentar e explorar a verdadeira dimensão do Alvarinho de Monção e Melgaço, tal a diversidade de produtores e de vinhos. Para Manoel Batista,  Presidente da autarquia de Melgaço, "é a confirmação de que faz todo o sentido o nosso território ir até Lisboa, e lá apresentar de forma muito profissional o que de melhor temos".

 Na promoção do rico património gastronómico regional estiveram presentes 9 produtores locais e ainda duas áreas de restauração, que deram a provar pratos tão genuínos quanto únicos. Cordeiro à moda de Monção, confeccionado no evento em fornos próprios e com lenha que veio de Monção); bife de presunto de Melgaço, bucho doce e muitas outras iguarias do território que fizeram as delícias de todos quantos passaram pela 5ª Edição Alvarinho Wine Fest, Monção e Melgaço – A Origem do Alvarinho. António Barbosa, Presidente da Câmara de Monção considera que "Foi mais uma aposta bem conseguida. Mais do que levar a Lisboa o nosso Alvarinho, levamos até lá o nosso território".

Produtores de Alvarinho presentes na Edição de 2019 do Alvarinho Wine Fest:

Adega de Monção; Adega do Sossego; Alvaianas; Anselmo Mendes; Casa de Canhotos; Casa de Midão; Castaboa; Castros de Paderne; Cortinha Velha; D. Paterna; Dom Ponciano; Encosta da Capela; Encosta dos Castelos; João Portugal Ramos; Lua Cheia em Vinhas Velhas; Memória a S. Marcos; Poema; Provam; Quinta da Pedra; Quinta das Pereirinhas; Quinta de Alderiz; Quinta de Santiago; Quinta do Regueiro; Quinta do Mascanho; Quintas de Melgaço; Rebouça; Soalheiro; Terras de Conclave; Valados de Melgaço; Vale dos Ares.

Produtores locais na área da gastronomia:

Artesanali's; Delícias do Planalto Fumeiro; AVELEIRA Fumeiro tradicional; Prados de Melgaço; Melgaço em Sabores; Lice Mirola - Roscas; COCA Pastelaria; Super-carnes de Monção; Talho do Manel.

Restauração

Chafarix (Melgaço);

Confraria da Foda – Cordeiro à moda de Monção

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)