Barra Cofina

Correio da Manhã

Comunicados de Imprensa
3

Peditório da AMI não vai à rua

Peditório da AMI arranca a 25 de maio nas redes sociais
27 de Maio de 2020 às 07:06
Em mais de 25 anos, é a primeira vez que a AMI realiza um peditório exclusivamente online, face às exigências da conjuntura atual e à responsabilidade de nos protegermos mutuamente.

Este ano, o montante angariado destina-se a contribuir para fazer face ao esforço suplementar, tanto em termos humanos como económicos, que o combate à disseminação da Covid-19 em Portugal e no mundo impôs à AMI, e dar resposta a um consequente agravamento da pressão social, que já se faz sentir no aumento de pedidos de ajuda.

Os equipamentos sociais da AMI em Portugal mantiveram-se, não só todos em funcionamento durante o estado de emergência, como foi criado um projeto dirigido à população mais vulnerável ao novo coronavírus apoiada pela AMI, de forma a mantê-la em casa, através da distribuição de cabazes de bens essenciais quinzenalmente, graças a 150 voluntários mobilizados por todo o país.

E porque os efeitos colaterais do confinamento já se fazem sentir com o aumento de pedidos de ajuda, este projeto irá passar, a partir de junho, à fase II, agora alargado a todas as famílias apoiadas pela AMI, cuja já frágil situação económica se degradou, devido ao lay-off, perda de trabalhos informais ou precários, pondo em causa o seu já baixo rendimento.

Em Portugal, a AMI também foi contactada por algumas infraestruturas públicas de saúde, tendo dado apoio no fornecimento de tendas de triagem de doentes ou material e equipamento de proteção individual, nomeadamente o Hospital de Setúbal e o Hospital de Santa Maria.

Os apelos chegaram também de vários parceiros internacionais da AMI na Guiné-Bissau, na Índia, no Senegal e no Sri Lanka, aos quais a AMI deu resposta. Também procurou reunir com todas as organizações parceiras através de videoconferência nas últimas semanas, tendo todas elas manifestado a sua preocupação com as consequências do confinamento no agravamento de problemas como a fome e o desemprego, reforçando a importância de poder continuar a contar com o apoio da AMI.

O Peditório que a AMI realiza anualmente é uma das muitas formas de angariação de fundos que, graças à generosidade de todos os doadores e voluntários, permite que os projetos da instituição continuem há já 35 anos, dos quais 25 em Portugal.

Desta vez, os voluntários não estarão na rua, pelo que o apoio de todos para partilhar, doar e incentivar a participação na iniciativa nas redes sociais, é fundamental.

A Missão da AMI nunca parou e tem que continuar!

São várias as formas de contribuir:

MBWay 962 777 431

Multibanco
Entidade:20909
Referência: 909 909 909

Transferência Bancária
IBAN (Novo Banco) PT50 0007 0015 0046 1760 0008 1
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)