Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Mulheres que tomam pílula têm menor probabilidade de desenvolver sintomas graves de Covid-19

Estudo desenvolvido pela King's College London revela efeito positivo da ‘hormona feminina’.
Correio da Manhã 4 de Agosto de 2020 às 17:10
Coronavírus
Coronavírus FOTO: Getty Images

Uma análise desenvolvida entre os meses de maio e junho a mais de meio milhão de mulheres permitiu concluir que o estrogénio desempenha um papel crucial na proteção contra a Covid-19. Os resultados deste novo estudo, desenvolvido pela King’s College London, foram agora revelados.

As mulheres que tomam a pílula têm menor probabilidade de desenvolver sintomas graves de coronavírus. A descoberta vem ajudar a explicar porque é que os homens têm sofrido mais com a doença.

Os cientistas determinaram que, as mulheres que tomam a pílula anticoncecional oral combinada, tinham (em média) menos 13% de probabilidade de desenvolver sintomas graves da doença.

O estudo permitiu chegar ainda a outras conclusões. As mulheres que já passaram pela menopausa aparentaram ter mais 22% de probabilidade de terem sintomas graves de Covid-19, caso contraiam a doença, comparativamente com mulheres que ainda não passaram pela menopausa.

Karla Lee, que co-liderou este novo estudo, esclareceu ao "The Telegraph" as conclusões a que os cientistas chegaram: "Levantámos a hipótese de que as mulheres pré-menopausa com maiores níveis de estrogénio teriam menos sintomas graves de Covid-19 quando comparadas com mulheres da mesma idade e que já passaram pela menopausa, e a nossa descoberta suporta isto".

Além disso, Karla Lee explicou que "quando comparámos um grupo de mulheres mais novas que tomavam a pílula contracetiva oral combinada com um grupo semelhante que não a tomava, vimos menos sintomas graves de Covid-19 entre aquelas que a tomavam, sugerindo que as hormonas presentes na pílula podem oferecer alguma protecção contra o Covid-19".

Os resultados agora conhecidos surgem numa altura em que um outro estudo, publicado pelo Centro Médico do Maine no mês passado, sugeriu que as mulheres que tomam pílula enfrentavam um maior risco de vir a ter coágulos sanguíneos provocados pela Covid-19.

Pensa-se que o estrogénio tem influência em quantas células imunes cada pessoa produz e o quão bem estas respondem à infeção. Conhecida como "hormona feminina", está presente em proporções maiores nas mulheres do que nos homens.

Covid-19 Coronavírus Estudo Saúde
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)