Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

'Stealth Ómicron': Tudo o que se sabe sobre a nova subvariante que está a ganhar terreno na Europa

Na Dinamarca representa quase metade (45%) dos casos de Covid-19, de acordo com o SSI.
Correio da Manhã 22 de Janeiro de 2022 às 17:56
Variante Ómicron
Variante Ómicron
'Stealth Ómicron', ou BA.2, é uma nova sub-linhagem da variante Ómicron da Covid-19 que parece estar a ganhar terreno em certas partes do mundo, incluindo a Dinamarca e o Reino Unido.

O nome "Stealth", que significa 
movimento silencioso ou cauteloso, deve-se ao facto de a composição genética desta nova subvariante poder dificultar a sua detecção nos testes PCR. 

A subvariante foi detetada no dia 6 de janeiro em vários países mas, até ao momento, os dados disponíveis não confirmam que esta seja mais preocupante do que as anteriores.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que a variante Ómicron, também conhecida como B.1.1.529, possui três subvariantes principais: BA.1, BA.2 e BA.3. No dia 23 de dezembro, a OMS relatou que mais de 99% dos casos sequenciados eram BA.1. O aumento de BA.2 na Dinamarca e noutros lugares do mundo sugere agora que a 'Stealth Ómicron' possa competir com a BA.1.

"A análise inicial não mostra diferenças nas hospitalizações com BA.2 em comparação com BA.1", disse o Statens Serum Institut (SSI) da Dinamarca, um centro de pesquisa de doenças infecciosas administrado pelo governo, em comunicado esta quinta-feira . "Espera-se que as vacinas também tenham efeito contra doenças graves após a infecção por BA.2."

Enquanto no Reino Unido apenas foram identificadas 53 amostras desta nova subvariante até ao dia 10 de janeiro, na Dinamarca a BA.2 representa quase metade (45%) dos casos de Covid-19, de acordo com o SSI.

Ainda assim, a variante está a fazer soar alguns alarmes porque há sinais iniciais de que pode ser ainda mais transmissível do que a variante original de Ómicron.

"O crescimento [consistente] em vários países é evidência de que BA.2 pode ser um pouco mais transmissível do que BA.1", twittou Tom Peacock, virologista do Imperial College de Londres, na quarta-feira.

Apesar de os dados sobre esta nova subvariante ainda serem reduzidos, até ao momento não há registos de que esta seja mais perigosa do que as anteriores em termos de hospitalizações, mas está a ser investigada a possibilidade de ser mais transmissível.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Europa Stealth Ómicron BA.2 Ómicron da Covid-19 Reino Unido Dinamarca OMS BA.1 saúde
Ver comentários