Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Cantora Né Ladeiras lança pedido de ajuda nas redes sociais à procura de emprego

Sem voz e sem trabalho, a fundadora, nos anos 70, da Brigada Victor Jara, diz que esgotou os “pés-de-meia”.
Miguel Azevedo 6 de Setembro de 2020 às 10:07
Né Ladeiras integrou nos anos 70 e 80 a Brigada Victor Jara e a Banda do Casaco
Né Ladeiras integrou nos anos 70 e 80 a Brigada Victor Jara e a Banda do Casaco FOTO: Direitos Reservados
Sem trabalho e sem voz, Né Ladeiras, uma das mais singulares artistas da música portuguesa, fundadora, nos anos 70, da Brigada Victor Jara e integrante da Banda do Casaco nos anos 80, lançou um pedido de ajuda angustiado nas redes sociais à procura de emprego na zona de Coimbra, onde vive. "Não se iludam sobre a vida dos músicos que pouco tem de glamourosa e a minha, que deixou de ter voz há 4 anos , tem sido uma luta sem tréguas", desabafa. "Tenho procurado trabalho desde que fiquei sem voz mas, se já sentia na altura que ter cabelos brancos era igual a menos concertos, no mercado atual de trabalho sou considerada ainda menos válida, pela mesma razão.
Quantas vezes tenho ido a entrevistas em que me descartam por esse motivo? Ou até mesmo chegar a conseguir um trabalho (onde fui frequentemente elogiada pelo que fazia) e do qual fui dispensada 1 mês depois, para dar lugar a uma rapariga mais nova", escreveu.

Num longo texto que levou a mais de duas mil partilhas num gesto de solidariedade para com a cantora, Né Ladeiras, hoje com 61 anos, revelou que nos últimos anos trabalhou num restaurante, em duas pastelarias e ainda em duas empresas de limpeza. "Porque a minha urgência é muita (esgotei todos os pés-de-meia que tinha) venho aqui para todos saberem que preciso de trabalhar." E remata: "Não quero nenhum ‘coitadismo’, nenhuma pena. Isto não é uma lamúria... E eu sei que os tenho no sítio para me expor desta maneira."
Ver comentários