Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Capital da Cultura vai dispor de 25 millhões de euros

Dez cidades portuguesas disputam candidatura. Vencedor só será anunciado em 2023.
Miguel Azevedo 17 de Outubro de 2020 às 09:37
Graça Fonseca, ministra da Cultura
Graça Fonseca, ministra da Cultura FOTO: Lusa
Aveiro, Braga, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Leiria, Guarda, Oeiras e Viana do Castelo. Todas estas cidades já manifestaram intenção em se candidatarem a Capital Europeia da Cultura 2027 e todas elas já sabem que a vencedora irá dispor de “25 milhões de euros”. A verba foi anunciada pela Ministra da Cultura, Graça Fonseca, numa reunião que decorreu na passada quinta-feira com representantes das 10 cidades.

O processo formal de candidatura ainda não foi aberto, mas algumas destas cidades já se anteciparam e divulgaram detalhes dos seus planos estratégicos. A reunião de quinta-feira foi, de resto, a segunda com as cidades candidatas já conhecidas, para troca de informações sobre o decorrer dos trabalhos relativos ao processo de preparação das candidaturas, cuja abertura oficial será já no próximo mês de novembro.

Segundo o Ministério da Cultura, “a escolha da cidade vencedora será feita por um júri composto por dez peritos independentes, nomeados por instituições europeias e para o qual Portugal escolherá dois elementos entre janeiro e junho do próximo ano”. Por seu turno, os resultados finais e a cidade vencedora só será anunciada em 2023.

PORMENORES
Candidatura a dois
A Capital Europeia da Cultura 2027 decorre em simultâneo em dois países, um do sul da Europa, Portugal, e outro do leste, neste caso a Letónia.

Portugal repetente
Portugal recebeu o título de Capital Europeia da Cultura já por três vezes: Lisboa, em 1994, Porto, em 2001, e Guimarães, em 2012.

Iniciativa com 35 anos
A Capital Europeia da Cultura é uma iniciativa da União Europeia criada em 1985 com o objetivo de promover uma cidade da Europa por um período de um ano.
Ver comentários