Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Carlos Martins regressa à Capital Europeia da Cultura

O antigo gestor de projecto da Capital Europeia da Cultura (CEC) Guimarães 2012, Carlos Martins, volta a integrar a direcção do evento, agora como director executivo, depois de se ter demitido em maio.
11 de Agosto de 2011 às 15:15
João Serra revelou que o papel de Carlos Martins "passará por coordenar, em articulação com as restantes direções operacionais da FCG, todo o processo de implementação da CEC
João Serra revelou que o papel de Carlos Martins 'passará por coordenar, em articulação com as restantes direções operacionais da FCG, todo o processo de implementação da CEC FOTO: d.r.

O anúncio do regresso de Carlos Martins à estrutura da CEC foi feito esta quinta-feira pelo novo presidente da Fundação Cidade de Guimarães (FCG), João Serra, em entrevista à Agência Lusa.   

João Serra revelou que o papel de Carlos Martins "passará por coordenar, em articulação com as restantes direções operacionais da FCG, todo o processo de implementação da CEC: programa, pré-produção e produção, contratação, comunicação e movimento financeiro".  

Carlos Martins demitiu-se do cargo de gestor de projecto, que ocupava na Guimarães 2012, a 19 de Maio, alegando que "se estava a fechar um ciclo" na CEC.  

"A grande razão da minha saída é que se fechou um ciclo e eu não quis entrar no próximo", esclareceu então Carlos Martins, à agência Lusa.  

À data do pedido de demissão, Carlos Martins não confirmou, nem desmentiu, divergências com a Fundação Cidade de Guimarães (FCG), nomeadamente com a presidente Cristina Azevedo, que entretanto abandonou o cargo.  

À Lusa, o agora director executivo da CEC, afirmou que a saída do cargo de gestor do projeto estava "relacionada com uma prática de trabalho junto de uma administração e de formas de pensar que não são todos os dias coincidentes, como em nenhuma organização o serão".  

No dia do anúncio da saída de Carlos Martins da estrutura da CEC, o presidente da Câmara Municipal de Guimarães, António Magalhães, considerou "imprescindível" o regresso de Carlos Martins à CEC.  

Licenciado em Economia, Carlos Ferreira Martins da Silva, estudou ainda em Barcelona e encontra-se a frequentar o terceiro ciclo, grau de doutoramento, na Faculdade de Letras do Porto, em Geografia Humana.  

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente:

João Serra – Membro do Conselho de Administração anterior, com o pelouro da programação, é Professor coordenador do Instituto Politécnico de Leiria e coordenador do Mestrado em Gestão Cultural da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha. Desempenhou diversos cargos associativos e sindicais e foi assessor do Presidente da República.

Vogais executivos:

Paulo Cruz – Professor catedrático da Universidade do Minho, tem diversos prémios e missões internacionais relevantes na área da Engenharia Civil. Coordenou a participação da Universidade do Minho em múltiplos projectos de investigação nacionais e internacionais. É actualmente presidente da Escola de Arquitectura, em Guimarães. 

Rosa Amora – Foi subdirectora do Instituto Português de Arqueologia e vice-presidente do Instituto Português do Património Arquitectónico. Foi ainda adjunta do vereador da Cultura e dos Recursos Humanos da Câmara Municipal de Lisboa e adjunta na Comissão Administrativa da mesma Câmara Municipal. Exerce actualmente o cargo de gestora hospitalar.

 

Vogais não executivos:

Fortunato Frederico – Um dos empresários vimaranenses de maior projecção internacional, é detentor da Kyaia, fundada em 1984, que detém as marcas de sapatos e vestuário Fly London, Foreva e Sapatalia. O Grupo que lidera é actualmente constituído por mais de 20 empresas nas áreas industrial, comercial, imobiliária e turismo de habitação, empregando mais de 600 trabalhadores e exportando mais de 90 por cento da produção. É presidente da associação nacional do sector do calçado e membro da Confederação Empresarial de Portugal. 

Francisca Abreu – É vereadora da Cultura e Educação na Câmara Municipal de Guimarães desde 1989. Presidiu ao Conselho Directivo da escola onde foi professora de inglês e alemão, a Escola Secundária Martins Sarmento. Coordenou o grupo de missão que elaborou a candidatura de Guimarães a Capital Europeia da Cultura.

guimarães capital da cultura joão serra carlos martins
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)