Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Chico Buarque: "Não descerei a Avenida, mas deixarei cravos vermelhos na janela e cantarei a 'Grândola, Vila Morena'"

Músico iria receber este sábado o Prémio Camões, cuja cerimónia foi adiada devido à pandemia do coronavírus.
Correio da Manhã 25 de Abril de 2020 às 20:47
Chico Buarque
Chico Buarque FOTO: António Rilo

O músico brasileiro Chico Buarque viria a Portugal este sábado, dia 25 de abril, para receber o Prémio Camões, numa cerimónia que estaria marcada para Lisboa mas que foi cancelada devido à pandemia do coronavírus.

 Apesar de não estar em Portugal, o músico deixou uma mensagem a todos os portugueses, a mostrar que não esquece a data da Revolução dos Cravos.

 "Infelizmente, não estou aí. Não haverá entrega de prémios nem descerei com vocês a Avenida [da Liberdade, em Lisboa], mas esta tarde deixarei cravos vermelhos na janela e cantarei, alto e bom som, a "Grândola, Vila Morena", de Zeca Afonso", diz, através de um vídeo publicado no Facebook.

 A nova data para a realização da cerimónia ainda não foi anunciada.

Chico Buarque Vila Morena Avenida Grândola Portugal Lisboa artes cultura e entretenimento Internet
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)