Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Coleção de Salgado fica em Portugal

Quadros, moedas, fotografias e livros serão disponibilizados através de parcerias com entidades públicas e privadas.
Hugo Real 29 de Janeiro de 2018 às 01:30
Pintura ‘Entrada Solene, em Lisboa, do Núncio Apostólico Monsenhor Giorgio Cornaro’, fica no Museu dos Coches
Tela a óleo do séc. XVIII já foi colocada no Museu dos Coches
Pintura ‘Entrada Solene, em Lisboa, do Núncio Apostólico Monsenhor Giorgio Cornaro’, fica no Museu dos Coches
Tela a óleo do séc. XVIII já foi colocada no Museu dos Coches
Pintura ‘Entrada Solene, em Lisboa, do Núncio Apostólico Monsenhor Giorgio Cornaro’, fica no Museu dos Coches
Tela a óleo do séc. XVIII já foi colocada no Museu dos Coches
A extensa coleção de arte do Novo Banco (NB), avaliada em cerca de 50 milhões de euros, vai ficar em Portugal. A garantia foi dada ao CM pelo Ministério da Cultura. "O Estado e o Novo Banco assumem o compromisso de disponibilizar à fruição pública o património cultural e artístico do NB através de parcerias com entidades públicas e privadas, como museus e universidades, de âmbito nacional e regional", adianta do CM o gabinete do ministro Luís Castro Mendes.

O primeiro protocolo, que será assinado esta segunda-feira entre o NB e a Direção Geral do Património Cultural, vai permitir que o Museu dos Coches exponha em permanência a pintura a óleo do séc. XVIII ‘Entrada Solene, em Lisboa, do Núncio Apostólico Monsenhor Giorgio Cornaro’. Mas já existem mais protocolos definidos. A Biblioteca de Estudos Humanísticos, uma das mais valiosas bibliotecas particulares, onde se inclui, por exemplo, a primeira edição comentada d’Os Lusíadas, de 1613, fica na Biblioteca da Faculdade de Letras de Lisboa. Resta agora conhecer o destino de mais 96 pinturas, da coleção numismática, composta por cerca 13 mil moedas, e da coleção de fotografia contemporânea, que reúne aproximadamente mil obras de mais de 280 artistas, de 38 nacionalidades.

Recorde-se que depois da intervenção do Estado no antigo BES, em agosto de 2014, a instituição até à data liderada pela família Espírito Santo mudou de nome para Novo Banco. Quando foi anunciada a venda aos norte-americanos da Lone Star (concretizada em outubro de 2017) existiu o receio de que esta coleção pudesse ser alienada e retirada de Portugal.

Com este protocolo, e depois de reverter o processo de venda dos 85 quadros Miró (ex-BPN e que estão expostos no Palácio Nacional da Ajuda até 13 de fevereiro, cedidos pela Fundação de Serralves), o Estado garante a permanência de mais uma importante coleção de arte em Portugal.

PORMENORES
Coleção de numismática
Composta por cerca de 13 mil moedas, foi comprada ao empresário Carlos Marques da Costa em 2007. Possui exemplares anteriores à fundação do Reino de Portugal. Está avaliada em 25 milhões de euros.

Coleção de pintura
Reúne 97 obras relevantes de pintura portuguesa e europeia de várias épocas. Vale entre 10 e 15 milhões de euros.

Coleção de fotografia
É das melhores coleções de fotografia contemporânea do Mundo e está avaliada entre 10 e 15 milhões de euros.

Biblioteca de Estudos
Reúne obras únicas com séculos de existência. Vale mais de um milhão de euros.
Novo Banco Ministério da Cultura arte quadros moedas fotografias livros
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)