Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

"Foi para todos nós algo imprevisível e inesperado": Rolando Semedo fala do impacto da pandemia e prepara novo disco

Músico, produtor e compositor, nasceu na Ilha de Santiago em Cabo Verde, mas é em Lisboa que vive e trabalha há mais de 25 anos.
Tiago Sousa Dias 21 de Julho de 2020 às 08:51
A carregar o vídeo ...
Músico, produtor e compositor, nasceu na Ilha de Santiago em Cabo Verde, mas é em Lisboa que vive e trabalha há mais de 25 anos.
Músico, produtor e compositor, Rolando Semedo nasceu na Ilha de Santiago em Cabo Verde, mas é em Lisboa que vive e trabalha há mais de 25 anos. "Comecei na música quase por acaso. Ouvia as pessoas a tocar na rua e gostava imenso. Acabei por pedir à minha avó para me inscrever numa escola de música, a única escola de música para crianças que existia na minha cidade. Foi a partir daí que comecei a aprender a tocar.", informa Rolando Semedo, para quem tem sido uma feliz aventura e uma honra estar a trabalhar no que gosta, com pessoas de quem gosta. Artistas como Sara Tavares, Nancy Vieira, Tito Paris, Celina Pereira, Bana, Paulo Flores, Eduardo Paím, Rui Veloso, Fred Martins, Bius, Boy G Mendes entre outros artistas que muito admira.

"Esta pandemia foi para todos nós algo imprevisível, inesperado. Quando tens uma agenda de trabalho estável, e de repente ficas sem nada. Tivemos todos de nos adaptar a novas fórmulas de trabalho, fazendo 'lives', produções caseiras, e aproveitar para estudar coisas novas." diz o músico, que aproveitou este tempo para criar novos temas a incluir no seu próximo disco que deverá sair antes do final do ano. Um deles é 'Sodadi Bô', uma mistura de Jazz e Morna. Uma música que fala sobre amor e vontade de rever a pessoa que amou um dia.
Ver comentários