Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Concertos em Lisboa rendem três milhões de euros a Madonna

Bilhetes de orquestra foram colocados à venda por 400 euros e um camarote de 1ª para seis pessoas por 1200 euros.
Miguel Azevedo 12 de Janeiro de 2020 às 01:30
Madonna
Madonna
Madonna
'Madame X', o novo álbum de Madonna
Madonna
Madonna
Madonna
'Madame X', o novo álbum de Madonna
Madonna
Madonna
Madonna
'Madame X', o novo álbum de Madonna

Os oito coliseus que Madonna vai fazer, a partir deste domingo, em Lisboa, incluídos na digressão ‘Madame X Tour’ (atua ainda dias 14, 16, 18, 19, 21, 22 e 23) vão render à rainha da pop um valor acima dos três milhões de euros. Se é verdade que os bilhetes têm valores quase proibitivos para Portugal, entre os 75 e os 400 euros (um camarote de primeira para seis pessoas chega mesmo aos 1200 euros), o facto é que as oito datas estão praticamente esgotadas.

Os três primeiros concertos, lembre-se, foram mesmo vendidos, em maio do ano passado, num tempo recorde de apenas 30 minutos. Madonna chega a Portugal depois de quarenta e duas datas realizadas pelo território norte-americano, onde faturou mais de oito milhões só nas cidades de Nova Iorque e Chicago (por lá, a cantora deu um total de 23 concertos). 

Por cá, a digressão ‘Madame X’ será vista por mais de 22 mil pessoas, cerca de 2700 por noite. Os lugares mais apetecíveis, os tais que custam 400 euros por pessoa, estão localizados na zona da orquestra. São apenas 90 lugares por concerto e oferecem uma vista privilegiada sobre o espetáculo, a escassos ‘centímetros’ de Madonna.

A ‘Madame X Tour’ conta com o trabalho direto e indireto de mais de 200 pessoas, entre banda, bailarinos, coreógrafos, equipa técnica e designers, entre muitos outros. É uma das maiores produções de sempre a assentar arraiais no Coliseu dos Recreios, com cenários sumptuosos e extravagantes, adereços pomposos e um guarda-roupa digno de um verdadeiro musical.

O espetáculo, que foi largamente elogiado nos EUA por toda a crítica especializada, está dividido em cinco atos e conta com um alinhamento de cerca de 25 canções.

Uma vida recheada de excentricidades, polémicas e provocações
Depois de ter estoirado em todo o Mundo, em 1984, com ‘Like a Virgin’,Madonna nunca mais parou, na música, no atrevimento e nas polémicas.

Logo em 1989 chocou a Igreja ao beijar um santo negro em ‘Like a Prayer’; em 1992, no álbum ‘Erotica’, abordou a liberdade sexual de uma forma que incomodou muita gente e pouco depois levou conservadores e grupos feministas antipornografia à loucura por causa do livro ‘Sex’, com fotografias de sexo quase explícito.

Na memória de todos estará ainda o desfile para Jean Paul Gaultier em que apareceu com os seios de fora ou o beijo a Britney Spears.

Pormenores
Imagens proibidas
Madonna proíbe a recolha de todas e quaisquer imagens ao longo da digressão ‘Madame X’. Abrangidos por esta proibição estão jornalistas e fãs, que têm de entregar os telemóveis à entrada. Quem não obedecer é expulso da sala.

Atrasos polémicos
Subir ao palco para lá da hora tem sido uma constante na digressão. Os atrasos, que chegam a ser de duas horas, já levaram um fã a processar a rainha da pop.

Alinhamento provável
Ato 1 - ‘God Control’, ‘Dark Ballet’, ‘Human Nature’, ‘Express Yourself’.

Ato 2 - ‘Vogue’, ‘I Don’t Search, I Find’, ‘American Life’, ‘Papa Don’t Preach’.

Ato 3 - ‘Batuka’, ‘Fado Pechinca’, ‘Killers Who Are Partying’, ‘Crazy’, ‘La Isla Bonita’, ‘Sodade’, ‘Medellin’, ‘Extreme Occident’. Ato 4 - ‘Rescue Me’, ‘Frozen’, ‘Come Alive’, Future’. Encore - ‘Crave’, ‘Like a Prayer’, ‘I Rise’.

Números
84 concertos foram projetados para a digressão ‘Madame X’ .
Os primeiros 47 foram realizados nos EUA, em Nova Iorque, Chicago, S. Francisco, Los Angeles, Filadélfia e Miami. A digressão europeia que arranca este domingo em Lisboa conta com 37 datas. Depois de Lisboa, seguem-se Inglaterra e França.

7 espetáculos foram já cancelados.
Os três primeiros foram em Nova Iorque e Los Angeles por questões de produção e motivos de saúde. Entre 30 de novembro e 2 de dezembro cancelou mais três em Boston, a conselho médico. Dia 22, "dores indescritíveis" obrigaram a cancelar Miami.

503 milhões de euros é a valor da fortuna pessoal de Madonna. Segundo a revista ‘Forbes’, a cantora tem apenas a concorrência de Céline Dion, Beyoncé e Taylor Swift.

300 milhões de discos é a marca já ultrapassada por Madonna ao longo da carreira. A cantora consta do Guinness Book, o livro dos recordes, como a artista feminina que mais vendeu em todo o Mundo.

Noite de fado, morna e batuque
O concerto ‘Madame X’ é profundamente marcado pelas vivências de Madonna em Portugal desde 2017. As principais influências são todas deixadas em palco, com destaque para a guitarra portuguesa do jovem de 16 anos Gaspar Varela (sobrinho-neto de Celeste Rodrigues).

Ao longo do espetáculo, a cantora canta o ‘Fado Pechincha’, de Isabel Oliveira, e deverá também interpretar ‘Sodade’, de Cesária Évora.

Em palco será também acompanhada pelas Batukadeiras, grupo que foi buscar a um bairro social da Amadora, sob o olhar atento de Dino D’Santiago, o grande amigo português.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)