Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Cremilda Medina apresenta ao público português o disco 'Folclore'

Cantora dá a conhecer os ritmos de Cabo Verde numa atuação em Oeiras.
Tiago Sousa Dias 14 de Setembro de 2020 às 08:56
Cremilda Medina
Cremilda Medina FOTO: Direitos Reservados

A cantora Cremilda Medina, natural do Mindelo, Cabo Verde, esteve na última semana na Fábrica da Pólvora, em Oeiras, para o seu segundo concerto deste Verão.

Depois da sua prestação em Ponte de Lima, Cremilda Medina voltou ao palco, agora em Oeiras, para apresentar o seu disco 'Folclore'. Um concerto onde foi muito bem recebida, apesar da nova realidade não permitir ao público expandir-se como habitualmente, contou com a emoção da viagem aos ritmos de Cabo Verde.

Morna e Coladeira são os estilos da música tradicional cabo-verdiana com que Cremilda mais se identifica. "Folclore é o meu primeiro trabalho discográfico. Um disco onde fui buscar músicas antigas, gravadas quando eu ainda não era nascida, mas que na minha infância e adolescência me marcaram dum modo muito especial através da minha mãe, do meu pai e dos meus familiares", revela Cremilda.

A intenção da cantora mindelense é que as pessoas conheçam essas melodias. Mornas de compositores como Manuel d'Novas, Ti Goi, Paulino Vieira e alguns artistas mais jovens.

"Também tenho fado, uma composição do José Eduardo Agualusa e do Ricardo Cruz que foi muito especial para mim, por fugir do registo da música tradicional de Cabo Verde e me aventurar num novo registo", relata a cantora, que também se aventurou num samba, um estilo que não sendo tradicional é muito vivido na Ilha de São Vicente, sobretudo no carnaval do Mindelo.

"O meu CD fala essencialmente disso, do amor, alegria, do antigo, do novo, do que desejamos para o futuro", conclui a cantora cabo-verdiana.

 

Oeiras Cremilda Medina Mindelo Cabo Verde Verão Verão artes cultura e entretenimento música questões sociais
Ver comentários