Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Elvis era mau amante e obcecado por virgens

‘Elvis Presley: A Southern Life’ revela que cantor se envolveu com jovens de 14 anos.
Sónia Dias 18 de Novembro de 2014 às 08:05
Elvis Presley com a mulher, Priscilla, e a filha de ambos, Lisa Marie
Elvis Presley com a mulher, Priscilla, e a filha de ambos, Lisa Marie FOTO: D.R.

Uma nova biografia está a gerar polémica entre os fãs de Elvis Presley, ao revelar que este era obcecado por virgens – algumas das suas conquistas tinham apenas 14 anos – mau amante e violento.

Em ‘Elvis Presley: A Southern Life’, Joel Williamson conta que o cantor aliciava jovens para a sua cama apenas para ter companhia. Para desilusão de muitas mulheres que o olhavam como um símbolo sexual, Elvis nunca consumava a relação, ficando-se pelos preliminares.


"Na arte de fazer amor, tal como no palco, o seu grande talento era oral", escreveu Priscilla Presley no livro ‘Elvis and Me’. A atriz tinha 14 anos quando conheceu Elvis, de 24. Os dois gostavam de "brincar aos médicos" e, por vezes, ele convidava uma rapariga para simular sexo com a namorada, enquanto tirava fotografias.

Elvis e Priscilla acabaram por casar, mas um ano depois, com o nascimento da filha, o cantor rejeitou a mulher. Em vez disso, o rei do rock enveredou por um caminho de luxúria, em busca de outras ‘virgens’. Contudo, como amante, Elvis continuava a desiludir. "Ele beijava bem e era querido, mas não era o garanhão que eu estava à espera", disse Barbara Leigh. Já Cybill Shepherd, com quem se envolveu em 1972, descreveu-o como "pouco macho".

Cada vez mais dependente de drogas, Elvis começou a revelar uma faceta violenta. Diz-se que agrediu uma rapariga com um taco de bilhar quando esta interrompeu o jogo.

elvis presley southern life
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)