Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Festa do Livro regressa a Belém de 2 a 5 de junho após dois anos de interrupção

Programa inclui também debates, cinema e música.
Lusa 25 de Maio de 2022 às 11:53
festa do livro, belém, palácio, marcelo rebelo de sousa
festa do livro, belém, palácio, marcelo rebelo de sousa FOTO: Nuno Fox/Lusa
O Presidente da República convida todos os portugueses a visitar a Festa do Livro, que regressa ao Palácio de Belém entre 02 e 05 de junho, após dois anos de interrupção devido à pandemia de covid-19.

Esta será a quinta edição da Festa do Livro, com entrada livre, nos jardins do Palácio de Belém, em Lisboa, iniciativa que Marcelo Rebelo de Sousa lançou no seu primeiro ano de mandato, 2016, para promover a leitura e apoiar editores e livreiros, e que foi reeditada nos três anos seguintes.

Segundo uma nota publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, nesta edição "estarão presentes 68 editoras e 117 bancas, que correspondem a cerca de 250 marcas editoriais", que diariamente promoverão sessões de autógrafos com escritores.

O programa inclui também debates, cinema e música. A abertura oficial da festa está marcada para as 18h00 de 2 de junho e nessa noite serão exibidos os filmes "Cartas a uma Ditadura", de Inês de Medeiros, e "Donbass", do realizador ucraniano Sergei Loznitsa, em antestreia nacional.

Haverá concertos de José Cid, em 3 de junho, de Manel Cruz, na noite seguinte, de 04 de junho, e dos pianistas Maria João Pires e Ricardo Castro, a quatro mãos, a encerrar a Festa do Livro, no domingo 05 de junho. Nestes três dias a abertura ao público será pelas 11h00.

A Festa do Livro terá também "o habitual espaço reservado aos mais pequenos, dinamizado pela Rede de Bibliotecas de Lisboa, onde haverá sessões do conto, jogos didáticos, yoga e música para bebés", lê-se na nota da Presidência da República.

No Jardim da Cascata terão lugar debates sobre o centenário da escritora Agustina Bessa-Luís e a Europa em tempos de guerra.

Através da nota divulgada, "o Presidente da República convida todos os portugueses a virem visitar a Festa do Livro em Belém, a conhecer os seus autores preferidos, a participar nos debates e a assistir aos vários eventos culturais programados", em que também estará presente.

"A edição deste ano conta novamente com a organização da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros e a parceria das Bibliotecas Municipais de Lisboa. A entrada é livre, pelo Museu da Presidência da República ou pelo Jardim Botânico Tropical, que durante os dias da Festa do Livro tem ligação aberta ao Palácio", refere-se na mesma nota.

Nas edições anteriores, de 2016 a 2019, a Festa do Livro decorreu no período entre fim de agosto e início de setembro. Em 2020 e 2021, não se realizou, devido à pandemia de covid-19.

Livro Palácio de Belém Museu da Presidência da República artes cultura e entretenimento cultura (geral)
Ver comentários
}