Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

FIMA encerra com Ode a Napoleão e Beethoven

É com uma Ode a Napoleão e a Beethoven que encerra o 31º Festival Internacional de Música do Algarve (FIMA).
28 de Maio de 2009 às 00:30
FIMA encerra com Ode a Napoleão e Beethoven
FIMA encerra com Ode a Napoleão e Beethoven

O fecho do evento acontece em grande, com um concerto da Orquestra Gulbenkian, no Centro de Congressos Arade, em Lagoa, este sábado, e outro no Auditório Municipal de Olhão, no domingo. Ambos os espectáculos decorrem a partir das 21h30.

A Orquestra Gulbenkian, formada desde 1962, junta em palco quase 70 músicos, para dar os últimos acordes neste festival internacional.

A abertura do concerto está reservada a uma composição poética de Shoenberg. Com um texto inspirado em Lord Byron, a obra combina o tema da ‘Marselhesa’ com o tema da 5ª Sinfonia de Beethoven.

Seguidamente, a Orquestra irá interpretar a Sinfonia nº 1 de Beethoven, onde se descobrirá o espírito tutelar do compositor Haydn.

Pode ainda ouvir-se a Sinfonia nº 7 de Beethoven, que, pela sua vivacidade rítmica rompe com a idílica sinfonia nº 6, conhecida por ‘Pastoral’, que também será interpretada pelo colectivo.

O Festival Internacional de Música do Algarve é uma co-produção do Turismo do Algarve e do Teatro Municipal de Faro. Tem como principal director artístico o maestro Osvaldo Ferreira.
O preço dos bilhetes varia entre os 7,5 € e os dez euros. 

Ver comentários