Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Hotel de Mário Ferreira põe em risco Douro como Património Mundial. Costa promete decisão sobre obra após 12 de março

Projeto de 5 estrelas do principal acionista da TVI, em Mesão Frio, pode levar a retirar região da lista da UNESCO.
Miguel Azevedo 19 de Janeiro de 2021 às 19:26
Vinha Douro
Mário Ferreira
Mário Ferreira quer hotel de 5 estrelas
Vinha Douro
Mário Ferreira
Mário Ferreira quer hotel de 5 estrelas
Vinha Douro
Mário Ferreira
Mário Ferreira quer hotel de 5 estrelas
O primeiro ministro António Costa afirmou esta terça-feira, no Parlamento, que a decisão sobre a construção do Douro Marina Hotel - empreendimento de cinco estrelas que o empresário Mário Ferreira (principal accionista da TVI) pretende construir no concelho de Mesão Frio e que a UNESCO já alertou que poderá colocar a paisagem do Douro vinhateiro na lista dos bens classificados em perigo - deverá ser tomada depois de 12 de março. É até essa data que a documentação final de avaliação chegará às autoridades competentes.

A questão foi levantada por André Silva, do PAN, que não só desvalorizou o estudo de impacto ambiental já realizado e cuja consulta pública está a decorrer até ao dia 29 deste mês, ("é uma fantasia", disse), como acusou de ser "permitido quase tudo a quem tem dinheiro".

António Costa ironizou primeiro, referindo que já tinha passado a fase da sua vida em que tinha competência para licenciar obras, e revelou depois que a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) enviará a documentação final para audiência prévia até ao dia 12 de março. "Em função disso as autoridades competentes tomarão as decisões competentes", referiu.

Recorde-se que a UNESCO já veio alertar que se o projeto do Douro Marina Hotel - que terá uma área total de 23 100 metros quadrados (8 497 de construção) -, avançar poderá abrir caminho para que o Douro Vinhateiro possa ser excluído da lista de património mundial.
Ver comentários