Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Jogo paga novo Coches

As contrapartidas do Casino de Lisboa poderão ser aplicadas na construção de um novo Museu dos Coches.
17 de Março de 2006 às 00:00
A colecção do Museu dos Coches é considerada única a nível mundial, pela sua variedade e quantidade
A colecção do Museu dos Coches é considerada única a nível mundial, pela sua variedade e quantidade FOTO: Pedro Catarino
A ideia foi ontem defendida em Cannes (França), pelo presidente da Câmara de Lisboa, Carmona Rodrigues. De acordo com o autarca, as contrapartidas da instalação do casino, com abertura prevista para 19 de Abril, no Parque das Nações, representam “uma oportunidade de relançar e potenciar” o Museu dos Coches, um dos mais visitados de Portugal e o mais visitado da capital.
“Acho que era uma boa aplicação dos fundos do casino de Lisboa”, referiu Carmona Rodrigues, num encontro com empresários e investidores portugueses à margem de um encontro internacional de imobiliário.
O Museu dos Coches, instalado no Picadeiro Real, seria construído em frente ao actual espaço, num terreno entre a Rua da Junqueira e a Avenida da Índia.
A proposta de Carmona Rodrigues recupera uma decisão de Santana Lopes, enquanto secretário de Estado da Cultura, que, na altura, comprou o referido terreno. Santana Lopes formalizou a decisão, já como primeiro-ministro, através de um protocolo com os Ministérios da Agricultura, Turismo e Cultura.
O CM tentou obter uma reacção da directora do Museu dos Coches, Silvana Bessone, mas, até ao fecho desta edição, tal não foi possível.
RECUPERAR O PICADEIRO REAL
Com a passagem para novas instalações, Carmona Rodrigues considerou ainda a possibilidade de recuperar o antigo Picadeiro Real – “uma peça única europeia” – disse, que poderia ser ocupado pela Escola de Arte Equestre. “Do ponto de vista turístico, seria fantástico” aliar o espaço museológico às exibições da Escola de Arte Equestre, sublinhou o autarca, para quem este “é um projecto que faz sentido e que poderia ser rentável”.
O autarca revelou que tem estado em conversações com os ministérios da Economia, que tem de autorizar a cedência da verba do casino, e o da Cultura, que concordam com a iniciativa. Das contrapartidas iniciais e por decreto-lei, as verbas do casino podem ser atribuídas para a reabilitação do Parque Mayer e do Pavilhão Carlos Lopes e para um “museu de interesse nacional a construir na capital”.
AJUDA PODE SER PÓLO MUSEOLÓGICO
Carmona Rodrigues tem ainda outros projectos para os museus de Lisboa. Um deles passa por criar, na zona da Ajuda, um pólo museológico
que poderá transformar toda aquela área da cidade de Lisboa.
O presidente da Câmara alfacinha pretende criar uma Praça dos Museus, a instalar num quarteirão actualmente ocupado por um quartel do Exército. Naquele espaço, Carmona Rodrigues pretende concentrar espaços museológicos como o dos Azulejos ou do Traje.
A intenção, segundo o autarca, seria criar “uma centralidade turístico-museológico” nas zonas de Belém e Ajuda, aproveitando os monumentos já existentes na região, casos concretos do Padrão dos Descobrimentos, a Torre de Belém ou o Mosteiro dos Jerónimos.
FACTOS
RECORDES
Com uma média anual de 250 mil a 300 mil visitantes nacionais e estrangeiros, o Museu dos Coches é um dos mais visitados de Portugal e o mais visitado de Lisboa.
CENTENÁRIO
O museu foi inaugurado a 23 de Maio de 1905 e está instalado no Picadeiro Real, construído no início de 1787 segundo um projecto do arquitecto italiano Giacomo Azzolini.
COLECÇÃO
A colecção é considerada única no Mundo devido à variedade artística das magníficas viaturas de aparato dos séculos XVII, XVIII e XIX, e ao número de exemplares que integra.
Ver comentários