Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Juíza nega apelo da família Michael Jackson

Depois de ter perdido o processo contra a promotora AEG Live, a família de Michael Jackson tentou voltar à carga e quis levar novamente a tribunal a empresa encarregue de organizar os últimos concertos do cantor, em 2009. No entanto, uma juíza negou-lhes o pedido, esta segunda-feira.

14 de Janeiro de 2014 às 21:25
Katherine Jackson com Paris Jackson, uma das filhas de Michael Jackson
Katherine Jackson com Paris Jackson, uma das filhas de Michael Jackson FOTO: D.R.

Na opinião da matriarca, Katherine Jackson, de 83 anos, os jurados do primeiro julgamento - que inocentaram a AEG Live da morte de Michael Jackson - "não foram devidamente informados dos factos".

A AEG contratou o cardiologista Conrad Murray para acompanhar Jackson no seu regresso aos palcos, e foi este médico quem forneceu as doses de Propofol que acabariam por vitimar o artista, aos 50 anos.

Esse é, para Katherine Jackson e para os filhos do artista, o argumento para pedir responsabilidades à AEG.

A juíza Yvette Palazuelos, porém, tem opinião diferente e defende que "não houve qualquer confusão por parte do júri".

Os advogados da família Jackson admitem agora recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça americano.

CLIQUE NA FOTO ABAIXO PARA VER
A FOTOGALERIA DE MICHAEL JACKSON

Cultura Música Michael Jackson tribunal AEG Live Conrad Murray Katherine Jackson
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)