Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Manuscritos de Bob Dylan rendem 400 mil euros

Só a letra de ‘Blowin’ in the Wind’, escrita à mão num papel de hotel, foi vendida por 90 mil euros.
Miguel Azevedo 24 de Novembro de 2020 às 08:46
Bob Dylan
Bob Dylan FOTO: EPA
Cartas pessoais, letras de canções inéditas e especialmente um manuscrito da célebre canção ‘Blowin’ in the Wind’ (tema de 1962), de Bob Dylan, foram vendidos em leilão por 416 mil euros. Os artigos estavam na posse do também artista e amigo de Dylan, Tony Glover (músico de blues e crítico musical americano), que morreu no ano passado, e foram colocados no fim de semana passado em licitação pela conhecida casa de leilões RR Auction Company. Para já, desconhece-se o comprador, tendo a leiloeira referido apenas que o cliente ficou “entusiasmado” com os preços obtidos.

Entre os várias itens da coleção que merecem destaque, estão uma carta que Dylan escreveu a Glover depois de ter conhecido os Beatles pela primeira vez, em 1964, e onde descreve John Lennon e Ringo Starr como uns tipos “fixes”, e uma letra de ‘Blowin’ in the Wind’ que, ainda que não seja a original de 1963, está por si assinada com a data de 2001. Escrita à mão numa folha de papel que tem no rodapé o nome do famoso hotel St. Regis, em Nova Iorque, só este manuscrito atingiu no leilão o valor de 90 mil euros. Destaque também para letras de canções nunca publicadas, escritas também à mão por Dylan durante uma viagem de carro que o músico fez, em 1962, juntamente com Glover e John Hammond Jr (músico e cantor norte-americano).

Recorde-se que Bob Dylan, que completa 80 anos em 2021, lançou já este ano um novo disco, ‘Rough and Rowdy Days’.
Ver comentários