Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Mariza canta pelas iranianas

O novo projecto de Mariza é editado hoje em Espanha e junta a música às boas causas: o disco ‘Mujeres de Mar’ reúne 12 artistas de cinco países e é dedicado às cantoras iranianas, proibidas de cantar em público. Uma situação que preocupa a portuguesa.
16 de Agosto de 2010 às 00:30
Mariza foi o rosto de capa da revista de domingo do jornal espanhol ‘El País’ – o ‘El País Semanal’. No CD canta ‘O Fadista Louco’
Mariza foi o rosto de capa da revista de domingo do jornal espanhol ‘El País’ – o ‘El País Semanal’. No CD canta ‘O Fadista Louco’ FOTO: Mariline Alves

"Acho o que se passa no Irão muito estranho. O canto é um libertar de sentimentos e é uma expressão da alma. Acho estranho por ser mulher não poder cantar. Eu não conseguiria viver num mundo assim e acho completamente injusto e desumano", disse à agência Lusa.

Idealizado por Javier Limón, que já tinha produzido o último disco de Mariza (‘Terra’), o CD é composto maioritariamente por temas do próprio. No entanto, à portuguesa foi dada a oportunidade de escolher um tema tradicional português, que recaiu em ‘O Fadista Louco’, original de Alberto Janes, cantado por Amália Rodrigues: "Não é um fado tradicional pois sei que o Limón gosta de coisas com algum movimento. Este tema permite-lhe fazer arranjos", disse.

O álbum conta com as participações das espanholas La Shica, Cármen Linares ou Buika, ou da israelita Yasmín Levy, mas foi Mariza quem teve ontem honras de capa da revista ‘El País Semanal’.

Ver comentários