Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Mercado dos livros continua a crescer

Vendas de livros em Portugal voltou a mostrar sinais positivos em 2019: foram comercializados mais exemplares.
Duarte Faria 16 de Fevereiro de 2020 às 10:20
Livros
Livros FOTO: Adilson Vicente
Pelo terceiro ano consecutivo, o mercado livreiro português cresceu. Segundo os dados disponibilizados ao Correio da Manhã pela GfK Portugal, esta área de negócio fechou o ano de 2019 com um valor total de 154,3 milhões de euros. Este valor representa um crescimento de 3,8% face ao registado no ano anterior (148,6 milhões). Em 2017, o mercado valia 147 milhões.

O aumento das receitas foi acompanhado por um crescimento no número de exemplares vendidos. Em 2019 foram comercializadas mais de 11,9 milhões de unidades (média de 995 mil por mês), o que representa um aumento de 2,5% (290 mil unidades) quando em comparação com 2018, ano em que se venderam mais de 11,6 milhões de livros. Os dados refletem uma cobertura estimada de 80% das vendas do mercado de livros não escolares.

No top das obras mais vendidas em 2019 no nosso país encontram-se, segundo dados da FNAC e Bertrand, ‘Serotonina’, de Michel Houellebecq, ‘Uma Gaiola de Ouro’, de Camilla Läckberg, ‘O Intruso’, de Stephen King, ‘Longa Pétala de Mar’, de Isabel Allende, ‘Essa Gente’, de Chico Buarque, ‘Está Tudo F*dido’, de Mark Hanson, ‘Factfulness – Factualidade’, de Hans Rosling (com Anna Rosling Rönnlund e Ola Rosling), ‘Vai Correr Tudo Mal’, de Joana Marques, ‘Uma Beleza que nos Pertence’, de José Tolentino de Mendonça, ‘A Arte de Viver Simplesmente’, de Shunmyo Masuno, e ‘Foi sem Querer que te Quis’, de Raul Minh'alma.
Correio da Manhã GfK Portugal economia negócios e finanças macroeconomia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)