Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Museu Berardo: Director artístico sai em Abril

Jean-François Chougnet, director artístico do Museu Colecção Berardo,vai deixar o cargo em meados de Abril de 2011, alegando motivos de ordem pessoal
4 de Fevereiro de 2011 às 10:59
Jean-François Chougnet foi premiado na V Gala Amália, em 2010
Jean-François Chougnet foi premiado na V Gala Amália, em 2010 FOTO: Vasco Neves
O francês tinha sido escolhido pelo colecionador Joe Berardo  para diretor artístico, cargo que ocupou a 1 de Janeiro de 2007. O museu  abriu a 25 de junho desse ano para acolher um acervo inicial de 862 obras  da coleção de arte moderna e contemporânea do comendador madeirense.  

Jean-François Chougnet, 54 anos, formado na École de Sciences Politiques  de Paris, foi nos anos 1980 e 1990 assessor de Jack Lang, ministro da Cultura  francês.  

Trabalhou como director-adjunto do Musée National d'Art Moderne, do Centro  Pompidou, foi director-adjunto da Réunion des Musées Nationaux, e director-geral  do Parque de la Villette, em Paris, entre 2001 e 2006.   

A mesma fonte do Museu Berardo indicou à Lusa que a intenção de não  renovação do mandato "prende-se com motivos de ordem pessoal" e o director  artístico do museu "não deseja fazer comentários sobre esta decisão".  

De acordo com os estatutos da Fundação de Arte Moderna e Contemporânea  - Colecção Berardo, ao director do Museu, com mandato de dois anos, compete  a manutenção e conservação da coleção das obras em depósito, bem como propor  o plano anual de actividades culturais da entidade.  

Cabe ao presidente da Fundação, Joe Berardo, propor ao conselho de fundadores  e administração da entidade os nomes da direção do museu.  

Também Rui Silvestre comunicou há alguns meses à fundação a intenção  de deixar o cargo de director-geral do Museu Berardo, onde desde 2007 é responsável  pela gestão administrativa.  

Rui Silvestre, 44 anos, licenciado em gestão pelo Instituto Superior  de Administração e Gestão, foi director comercial e de comunicação da Fundação de Serralves, no Porto, entre 2003 e 2005.  

Contactado pela Lusa, Rui Silvestre, tal como Chougnet membro da direção  desde a criação do Museu Berardo, alegou igualmente "razões pessoais" para  deixar o cargo."Para já, ainda não tenho nenhum outro projeto em vista, mas regresso  ao Porto", indicou. 

 

Museu Berardo Jean-François Chougnet Director Artístico
Ver comentários