Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Nomeada filha de Ana Gomes

A filha da eurodeputada do PS Ana Gomes tem um novo cargo no Ministério da Cultura. Aos 34 anos, Joana Gomes Cardoso assume a direcção do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais da pasta liderada por Gabriela Canavilhas.
20 de Janeiro de 2010 às 00:30
Ministério diz que Joana Gomes Cardoso “evidencia perfil adequado”
Ministério diz que Joana Gomes Cardoso “evidencia perfil adequado” FOTO: DR

A oficialização do cargo surgiu ontem em Diário da República, onde se lê que a ex-jornalista da SIC Notícias tem "um currículo académico e profissional" que "evidencia perfil adequado e demonstrativo da aptidão e da experiência necessárias para o cargo", que era há 18 anos ocupado por Patrícia Salvação Barreto.

Contactada pelo CM, Joana Gomes Cardoso remeteu os esclarecimentos para quinta-feira, dia em que tomará posse, mas o CM sabe que o convite para o Ministério da Cultura surgiu em Dezembro. Foi nesta altura, quando Joana ainda mantinha funções na direcção de comunicação da Amnistia Internacional, em Bruxelas, que recebeu um telefonema de Gabriela Canavilhas, que já conhecia antes de esta ser ministra. O perfil ligado às Relações Internacionais e a experiência na Europa foram decisivos.

A anterior detentora da pasta explicou ao CM que a nova direcção--geral do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais é uma boa notícia: "A minha reacção não é negativa. Abandono o cargo a meu pedido, feito à ministra há cerca de dois meses, para poder seguir viagem", afirmou Patrícia Salvação Barreto, que era colaboradora do Ministério desde 5 de Setembro de 1992. 

DETALHES

REGRESSO A CASA

Joana Gomes Cardoso voltaa Lisboa com o marido, Tiago Pitta e Cunha – que deixa o Gabinete do Comissário Europeu para as Pescas e para os Assuntos Marítimos – e os filhos.

PERCURSO VARIADO

Depois de um estágio no semanário ‘Expresso’, Joana foi jornalista da CNN nas Nações Unidas em Nova Iorque, em 1998. No anoseguinte, e na mesma cadeia de televisão, trabalhou na Índia. Em 2000 foi para a SIC Notícias.

DIREITOS HUMANOS

Joana está em Bruxelas, na Amnistia Internacional, desde 2006. Era responsável pelaestratégia de comunicação para a União Europeia.

Ver comentários