Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Originais de Elton John e Nirvana destruídos em incêndio em 2008

Processada por artistas, editora só agora revelou a verdadeira extensão do acidente.
Sónia Dias 18 de Fevereiro de 2020 às 08:22
Um incêndio destruiu um armazém da editora Universal, na Florida
Elton John é um dos artistas lesados
Masters dos Nirvana desapareceram
Um incêndio destruiu um armazém da editora Universal, na Florida
Elton John é um dos artistas lesados
Masters dos Nirvana desapareceram
Um incêndio destruiu um armazém da editora Universal, na Florida
Elton John é um dos artistas lesados
Masters dos Nirvana desapareceram
Elton John e Nirvana são apenas alguns dos artistas que viram as suas gravações originais (masters) desaparecerem para sempre ou ficarem irremediavelmente danificadas no incêndio que destruiu o armazém da Universal, na Florida, em 2008. Entre outros lesados encontram-se figuras como Sonic Youth, Beck, Soundgarden, R.E.M., Sheryl Crow, Bryan Adams e Slayer.

Durante muitos anos, a editora norte-americana tentou esconder as verdadeiras dimensões do acidente, considerado "o maior desastre na história da indústria musical". Contudo, uma investigação do ‘The New York Times’ revelou recentemente que cerca de 500 mil gravações foram destruídas.

Perante esta descoberta foram vários os artistas que decidiram processar a editora, que agora enfrenta um megaprocesso coletivo em tribunal e poderá vir a pagar mais de 92 milhões de euros em indemnizações.

Os documentos apresentados não mencionam gravações específicas, mas o Universal Music Group fornece ideias do que foi afetado e em que instâncias existem "clones digitais" do material atingido. No caso de Elton John, confirma que algumas masters foram afetadas, mas ainda não se conhece a extensão dos danos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)